O youtuber Logan Paul está sendo duramente castigado pelo YouTube por conta de um vídeo polêmico postado em seu canal.  O influenciador de 15 milhões de inscritos já causou em 2017 (perturbou vizinhos de seu bairro, envolvendo até a polícia, e criou brigas falsas com o irmão, Jake Paul, também youtuber). Nesta última vez, Logan postou um vídeo chocante que abalou a comunidade do site e outros influenciadores pela forma como tratou um assunto delicado: suicídio. O vídeo, com o título "Nós achamos um corpo na floresta dos suicidas no Japão…", exibia cenas de um homem enforcado em uma árvore na floresta japonesa Aokigahara. O local é conhecido como "bosque de suicícios" porque muitos japoneses vão até lá com esse propósito. Segundo Logan, ele e seus amigos estavam na floresta para entender porque ela tem a fama de ser "mal assombrada". O vídeo fazia parte de um série de vlogs de aventuras pelo país asiático. Apesar do youtuber ter desfocado o rosto do homem, as cenas fortes mostravam detalhes da roupa, corda e corpo, como as mãos ainda roxas. Por conta de inúmeras críticas nas redes sociais, Logan deletou o vídeo - que já tinha mais de seis milhões de visualizações. O YouTube também foi criticado por não punir o influenciador, tomando uma posição apenas dez dias depois. A plataforma anunciou que Logan Paul terá os canais retirados do Google Preferred — grupo seleto no qual as marcas compravam anúncios dos principais youtubers. O americano não vai mais participar da nova temporada da série "Foursome", exclusiva do YouTube Red - serviço de assinatura premium do YouTube. O site diz que também arquivou a participação de Logan no próximo filme original do YouTube: “The Thinning: New World Order”. No twitter, o YouTube fez uma declaração:
Uma carta aberta à nossa comunidade: muitos de vocês estão frustrados com nossa falta de comunicação recentemente. Vocês tem razão. Vocês merecem saber o que está acontecendo. Como muitos, ficamos chateados com o vídeo [de Logan Paul] que foi compartilhado na semana passada. Suicídio não é piada, nem deve ser uma força motriz para visualizações. Como Anna Akana [youtuber que já debateu sobre suicídio em seus vídeos] colocou perfeitamente: “Esse corpo era uma pessoa que alguém amava. Você não caminha em uma floresta suicida com uma câmera e reivindica conscientização de saúde mental. Esperamos mais dos criadores que criam sua comunidade no YouTube, e estamos certos que você também espera. O canal violou as nossas diretrizes da comunidade, agimos de acordo, e estamos buscando novas consequências. Nos demorou muito para responder, mas ouvimos tudo o que vocês têm dito. Sabemos que as ações de um criador podem afetar toda a comunidade, então teremos mais para compartilhar em breve sobre as etapas que estamos tomando para garantir que um vídeo como este nunca mais circule novamente. (texto traduzido)
O youtuber postou um vídeo de desculpas, que pode ser visto aqui:

Inscreva-se para receber nossa Newsletter semanal:

[yikes-mailchimp form="1"]
É YOUTUBER INICIANTE OU DESEJA VIRAR INFLUENCIADOR? ACESSE O PASSO A PASSO PARA COMEÇAR UM CANAL DE SUCESSO E MANDE UM EMAIL PARA [email protected]

Sobre nós

A influu conecta influenciadores/youtubers e empresas/marcas de todos os tipos, tamanhos e orçamentos. Se você é um influenciadores: nós encontramos empresas que queiram contratar seu trabalho. Se você é um representante de empresa: nós encontramos os influenciadores certos para alavancar seus negócios. Fonte 1 Fonte 2 Fonte 3
Fernanda Campos

Fernanda Campos Almeida tem 23 e é graduada em jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atua como criadora de conteúdo, assessora de imprensa e fotógrafa na influu.