O que será que tem mais importância para um influenciador: a quantidade de views ou inscritos? Essa resposta vai depender de outra pergunta: para quem? Para medir engajamento de um influenciador são os visualizações, mas para marcas podem ser as inscrições. Como assim? Vamos por partes, primeiro os views, depois inscritos.

Views

O número de pessoas que assiste ao seu vídeo é o número mais real de engajamento possível. Ou seja, nada é mais efetivo para determinar a relevância de um influenciador do que a média de usuários que o assistem por postagem. Inscritos ou não, engajados ou não, o view corresponde ao número de pessoas que te assiste. No fim, isso é o que mais importa. Porém, muitas marcas ainda não enxergam dessa forma. O número de inscritos ainda chama mais atenção para pessoas desavisadas.

Inscritos

Na hora de fechar uma campanha, muitas marcas ainda dão mais valor ao número de inscritos. Isso pode ser um problema porque há muitas formas de conseguir inscritos e muitas vezes esses não correspondem a pessoas que gostam realmente do conteúdo daquele influenciador. Por exemplo, a compra de inscritos ou a troca de favores ("se inscreve no meu que eu me inscrevo no seu"). Não estou dizendo que o número de inscritos não é importante, com certeza é muito relevante. Eu só acho que não é o fator mais relevante para medir a qualidade e o engajamento de um influenciador. Já que são muitos os casos dos famosos "inscritos mortos" em muitos canais. Por isso, falo muito da regra dos 10% principalmente. Ou seja, quando os inscritos são também pessoas que assistem ao conteúdos do canal.

Exemplos

Farei a comparação de dois exemplos genéricos para mostrar o meu ponto de vista. Canal 1: Conta com 300 mil inscritos e média de 75 mil visualizações por vídeo. Nenhum conteúdo fica abaixo dos 60 mil views e frequentemente alguns passam dos 150 mil. Posta dois vídeos por semana. Canal 2: Conta com 2 milhões de inscritos e média de 70 mil visualizações por vídeo. alguns conteúdos ficam abaixo dos 60 mil views, mas de vez em quando alguns chegam aos 500 mil. Posta dois vídeos por semana. (Esses dois canais realmente existem, apenas não citei nomes) O que a gente pode tirar dessa simples análise? O primeiro canal tem um público mais engajado e que provavelmente confia mais no influenciador e é mais propenso a comprar algo que este indique ou divulgue. Além disso, ele é uma escolha mais garantida para o marketing de influência também por sempre entregar uma quantidade esperada de público. Já o segundo é mais imprevisível e com um público menos engajado. Por outro lado, ele tem um maior alcance, já que tem mais chance de bombar um vídeo por ter mais inscritos. OU SEJA... Ambos tem suas vantagens e desvantagens. Mas tenho uma tendência a dar preferência a média de visualizações por demonstrar um engajamento mais real. Porém, óbvio que existem outros fatores como comentários, likes etc. E sempre lembre que qualquer um pode ser comprado também, infelizmente.
Victor Russo

Tenho 22 anos e sou formado em jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sou criador de conteúdo da influu e cubro os eventos da empresa. Amo cinema e tenho um canal no YouTube, chamado 16mm, sobre o tema. Além disso, tenho um podcast sobre NFL chamado Goatopolis.