PewDiePie VS T-Series

PewDiePie sempre foi o youtuber com o maior número de inscritos no mundo. Entretanto, o canal indiano T-Series parecia estar muito perto de acabar com o reinado do sueco. Muitas pessoas avisaram ao PewDiePie que ele poderia perder o trono e isso fez com que a disputa começasse. Para quem não sabe o T-Series é o canal de uma empresa indiana. Eles atuam no mundo da música e, sendo assim, seus vídeos são musicais. Os dois canais crescem diariamente e de maneira assustadora. No momento no qual eu escrevo esse texto,  PewDiePie tem 79.701.928 inscritos, enquanto isso, o T-Series tem 78.762.165 inscritos. Amanhã, quem sabe? Os dois canais já podem ter ultrapassado 80 milhões.

A estratégia de PewDiePie e o Engajamento dos seguidores

Levando tudo na brincadeira - de forma séria - o youtuber começou a publicar vídeos que falam sobre o "problema". Ele pediu ajuda para os seus fãs e para outros youtubers. E esse é, atualmente, o melhor exemplo de engajamento do público. O que os seguidores do PewDiePie fizeram por ele é, para dizer o mínimo, insano. Podemos citar algumas das ações feitas em apoio ao canal: 1 - 50 mil impressoras foram hackeadas: todas as vezes que alguém tentava imprimir algo, a folha impressa apresentava a mensagem "Unsubscribe from T-Series. Subscribe to PewDiePie", ou seja, "Deixe de seguir o T-Series. Inscreva-se no PewDiePie"; 2 - O youtuber italiano David504 tocou a música "Bitch Lasagna" - famosa pelo canal de Pie - durante 10 horas;

3 - Um outdoor na Times Square exibiu um letreiro pedindo para as pessoas se inscreverem no canal. A propaganda foi financiada pelo youtuber Justin Roberts, por $1 mi  4 - Hackers invadiram 72,341 smart TVS  e Chormecasts. Adivinha qual a mensagem dos dispositivos? Exatamente... se inscrevam no canal do PewDiePie. O youtuber gravou alguns vídeos sobre o assunto. Em um - que tem legenda em português - ele fala como as coisas estão ficando fora de controle. No outro, ele fala sobre a questão das impressoras. Ele agradece pelo apoio, mas ressalta: "Eu amei. Por favor continuem, mas não façam nada ilegal, pois isso pode ficar mal pra mim". O problema é que hackear dispositivos para forçar as pessoas a seguir um canal já é ilegal.

Competição ganha objetivo social

Depois que a "competição" começou, os fãs aproveitaram para fazer muitos comentários. Entretanto, nem todos foram agradáveis.

Por ver que alguns estavam ofendendo os indianos, PewDiePie começou uma campanha de arrecadação de dinheiro.

A quantia arrecadada será doada para uma instituição indiana que combate o trabalho infantil.

Polêmica

Apesar disso, nem tudo são flores nessa brincadeira. PewDiePie é conhecido pelo seu envolvimento em polêmicas, a maioria delas envolvendo piadas. Ele já fez piadas sobre nazismo e com conteúdo racista.

Agora, por mais que a brincadeira não seja só dele, ela está incomodando algumas pessoas e empresas. Como eu disse anteriormente, hackear dispositivos é crime em muitos países - inclusive no Brasil. Portanto, a piada está animada, engraçada, porém criminosa. Por enquanto, ninguém se pronunciou a respeito de punições, porém não se pode dizer que as coisas continuarão assim.
Fontes 1, 2 e
   

Thaís

Thaís Dias do Carmo tem 24 anos, é formada em Letras português/italiano na USP e também é atriz. Na Influu atua na área de criação de conteúdo.