Recente ainda no YouTube e com pouco mais de 2 mil inscritos em seu canal Comer, Blogar e Amar, Kammy Almeida concentra seu público no seu site de mesmo nome. A blogueira de moda revela que criou o seu canal como alternativa para o futuro, já que temia o fim dos blogs. "Em algum momento eu ouvi algumas pessoas dizendo que os blogs iriam morrer e decidi migrar para o YouTube, mas as coisas acabaram andando juntas e era apenas um boato, os blogs não morreram", declarou a blogueira em entrevista realizada no 1º encontro influu. "Eu monetizo mais com blog do que com o Youtube no momento", completou Kammy. Veja como foi a entrevista completa de Kammy Almeida no evento da influu:

Através do blog, e mais recentemente com o YouTube, Kammy atrai marcas de roupas e produtos de beleza que estabelecem uma relação de marketing de influência com a microinfluenciadora. "Eu tento sempre mostrar os produtos de uma forma diferente para que tenha um toque meu na resenha deles e acho que elas [as marcas] se interessam por isso", explicou a blogueira.

Victor Russo

Tenho 22 anos e sou formado em jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sou criador de conteúdo da influu e cubro os eventos da empresa. Amo cinema e tenho um canal no YouTube, chamado 16mm, sobre o tema. Além disso, tenho um podcast sobre NFL chamado Goatopolis.