Eu não canso de falar que a TV deverá se adequar à internet, sobretudo ao YouTube, se quiser continuar existindo. Porém, se anteriormente critiquei a tentativa dessa de tentar competir uma disputa que certamente perderá, agora tenho que dar o braço a torcer que essa nova "Globo youtuber" é um grande acerto. Usar youtubers em novelas era uma possibilidade desesperada e ineficiente em atrair o público mais jovem. Programas como o Zero1 são boa ideia, mas o horário em que passa não era dos mais nobres da emissora. Mas isso começou a mudar com aqueles 5 minutos antes dos jogos do campeonato brasileiro. Horário de muita audiência em que passou a ter a presença do Choque de Cultura. Grupo da TV Quase que é um sucesso com o público do YouTube. Entretanto eu pensava que isso poderia ser um evento isolado para parecer que empresa se importava com a internet. Sem dúvida, eu estava enganado, pois a Globo está ficando mais "youtuber". Essa proximidade com a internet ganhou força com a maior atividade do canal da emissora no YouTube. Ele tem sido importantíssimo para divulgar produtos como "Isso a Globo não mostra" e "Tá no ar". Esses são dois quadros que tem a cara do conteúdo do YouTube, com o uso de um humor mais non sense. Sendo o primeiro muito parecido com as famosas edições dorgas e o segundo com as esquetes de humor de Porta dos Fundos e Parafernalha. Mas esses quadros são grandes sucessos no YouTube? Na minha opinião sim! E muito disso devido às críticas políticas que divide as opiniões, o que ajuda ainda mais a divulgar o vídeo. Então, o que espero no momento é que a emissora continue se aproximando ainda mais do mundo online.
Victor Russo

Tenho 22 anos e sou formado em jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sou criador de conteúdo da influu e cubro os eventos da empresa. Amo cinema e tenho um canal no YouTube, chamado 16mm, sobre o tema. Além disso, tenho um podcast sobre NFL chamado Goatopolis.