Ter quadros e séries do canal é essencial para se tornar um youtuber relevante. Sobretudo o primeiro, é umas das coisas mais importantes para organizar o seu conteúdo e situar o público dentro do canal. Além disso, ele tem o poder de trazer seriedade para a conta. Já o segundo, tem a sua importância como um conteúdo adicional e, normalmente, contém vídeos mais elaborados.

Diferença entre quadros e séries

A diferença entre quadros e séries é muito simples e está relacionado principalmente ao formato de conteúdo e ao término de cada um. O quadro é um vídeo recorrente no canal e com prazo indeterminado. Ele pode vir a acabar algum dia, mas esse término não é algo que havia sido planejado no início. Isso ocorrerá por mudanças no canal ou porque esse conteúdo não deu certo. Um exemplo é o hyperdrive, quadro diário de notícias de cinema, que acontece há anos no canal do Omelete.

Já a série é algo com prazo e capítulos definidos. Ela deve ser pensada como um assunto específico. Cada vídeo será uma espécie de episódio, em que o seguinte é, de forma direta ou não, uma sequência do anterior. De novo utilizando o Omelete como exemplo, a empresa fez um especial de 10 anos da Marvel, no qual foi contado detalhadamente os bastidores e o planejamento de cada um dos filmes feitos nesse período. Por conter muita informação, o conteúdo foi dividido em episódios, em que cada um abordava um filme específico. Tudo feito de acordo com a linha temporal que as obras haviam sido lançadas.

Organização do canal e a polarização do público

Os quadros e as séries são importantes para organizar o seu conteúdo. Eles darão uma cara profissional para o canal e passarão uma impressão de planejamento. Não ter essa organização deixará claro que você grava e posta o que te dá na telha. Além disso, eles servirão como um guia para o seu público e ajudarão a diversificar o seu canal. É possível que os seus inscritos prefiram alguns quadros, ou gostem do conteúdo de uns e não se interessem por outros. Dessa forma, separar os vídeos facilitará a vida dessas pessoas. É uma utopia muito grande achar que os seus inscritos gostam de tudo que você produz. Usarei como exemplo algo que acontece comigo. Gosto muito do canal do Jovem Nerd, que conta, semanalmente, com quatro estilos de vídeos diferentes: "Nerdcast Stories", "NerdOffice", "Queimando a língua" e "NerdPlayer".

Dos quatro, não perco um NerdOffice, assisto a quase todos os Queimando a Língua, vejo de vez em quando o Nerdcast Stories e não me interesso nem um pouco pelo NerdPlayer. Se o canal não dividisse estes, com cada um em um dia específico da semana, seria mais provável que eu deixar de acompanhar o Jovem Nerd, do que entrar em todo vídeo novo e assistir um pedaço para saber se aquilo me interessa ou não.

LEIA TAMBÉM: Aprenda a usar o humor no YouTube

Sobre nós A influu é o ecossistema feito para influenciadores digitais. Com foco na monetização e profissionalização dos novos formadores de opinião, a empresa se divide em três áreas: criação de conteúdo para o blog, redes sociais e YouTube, realização periódica de eventos por todo Brasil e mediação entre influenciadores e marcas para campanhas de marketing.

Para entrar em contrato, mande um e-mail para [email protected]

Victor Russo

Tenho 22 anos e sou formado em jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sou criador de conteúdo da influu e cubro os eventos da empresa. Amo cinema e tenho um canal no YouTube, chamado 16mm, sobre o tema. Além disso, tenho um podcast sobre NFL chamado Goatopolis.