Segundo a Ebit, empresa especializada em informações do comércio eletrônico, a Black Friday 2016 representou R$1,9 bilhão em vendas e tíquete médio de R$653: Número recorde desde que a data começou a ser celebrada, em 2010, no país. Em 2017, a promessa é ainda maior. O Google Brasil estima que as vendas crescerão entre 15% e 20%. Com o aumento no uso do buscador, o crescimento das vendas representa, ao menos, R$2,2 bilhões para o e-commerce de Black Friday 2017. “Datas como Natal e Dia das Mães já estão bem estabilizadas e têm pouco espaço para crescer. Já a Black Friday, a cada ano tem mais impacto. Como ainda é novidade, tem muito espaço para crescer”, esclarece  Gabriel Mariotto para Exame. O evento acontece sempre na última sexta-feira do mês de novembro, ou seja, este ano será dia 24 de novembro.

Raking de produtos mais procurados na Black Friday

  A melhor estratégia, para aproveitar a segunda maior data para vendas, é focar no público principal: Jovens de 18 a 34 anos*. Essa faixa etária é instigada, principalmente, por ações de Marketing de InfluênciaOs influenciadores mudaram a forma com que os consumidores interagem com marcas, trazendo autenticidade, naturalidade e interação na divulgação de produtos e serviços. A influu auxilia a criação de campanhas com foco no impulsionamento de vendas e divulgação de marca na Black Friday, através de influenciadores digitais (micros, médios ou grandes) que acertam em cheio o público-alvo do evento!
Fernanda Campos

Fernanda Campos Almeida tem 23 e é graduada em jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atua como criadora de conteúdo, assessora de imprensa e fotógrafa na influu.