fbpx
Pular para o conteúdo

YouTube impede monetização de vídeos inapropriados

Saiba mais sobre essa nova regra neste artigo.

Na tentativa de barrar vídeos inadequados, o YouTube está impedindo a monetização de certos vídeos.

Por isso, a medida está dificultando que conteúdo publicado por alguns influenciadores gere receita na plataforma.

De acordo com a empresa, três características serão vetadas aos patrocinadores: conteúdo de ódio, uso inapropriado de personagens famosos e material incendiário ou humilhante.

A tática do YouTube visa controlar a fuga de anunciantes e não supervisionar o conteúdo publicado. Afinal, os vídeos inapropriados continuam visíveis na plataforma.

Além disso, os anunciantes que utilizavam o YouTube vinham reclamando – e até boicotando – a plataforma. E isso porque queriam evitar que seus anúncios se associassem a vídeos preconceituosos ou que promovessem discursos de ódio, por exemplo.

Em abril deste ano, a empresa já havia anunciado que deixaria de exibir conteúdo patrocinado em canais com menos de 10 mil visualizações.

Por isso, a mudança é uma resposta à crise gerada pela veiculação de propagandas em vídeos de cunho racistas, homofóbicos ou antissemitas.

No entanto, apesar de não especificar, a empresa deu explicações sobre quais características são impróprias na plataforma. Descubra a seguir.

Leia também: 3 maneiras de atrair mais anúncios no canal

Monetização negada para conteúdo de ódio

O YouTube entenderá a discriminação ou humilhação individual ou de grupos utilizando características como raça, etnia, religião, nacionalidade ou orientação sexual, por exemplo.

Uso inapropriado de personagens

Vídeos envolvendo personalidades conhecidas em cenas de violência, de conteúdo sexual ou com comportamento impróprio.

Conteúdo incendiário

Vídeos contendo linguagem desrespeitosa que podem envergonhar ou insultar grupos ou indivíduos.

Facebook Comments Box
6 de outubro de 2017

3 ferramentas do YouTube Analytics para conhecer

O YouTube Analytics oferece aos criadores acesso a ferramentas simples que criam engajamento. Mas há recursos que são menos chamativos. Por isso, eles acabam sendo ignorados, mesmo sendo essenciais para o…

2 de outubro de 2017

Por que é importante definir o conteúdo do canal?

É comum ver youtubers sem definir o conteúdo de seu canal. Mas não pense que são apenas os iniciantes. Isso nada mais é do que aquele influenciador que faz vídeos…

28 de setembro de 2017

Consumo de vídeos no YouTube cresceu 90%, segundo pesquisa

O consumo de vídeos online agora são a verdadeira febre entre os brasileiros. Esta é a conclusão de uma pesquisa divulgada Google. O estudo mostra que o tempo médio de…

26 de setembro de 2017

Visualizações x Inscritos: qual é mais importante?

Você, youtuber, com certeza já se questionou sobre o que é mais importante: visualizações x inscritos? A resposta é simples: os dois são igualmente relevantes. Um depende do outro e…

Assine nossa newsletter e receba novidades!