Pular para o conteúdo

YouTube e quadrinhos: Conheça o canal Pipoca e Nanquim

Conheça Pipoca e Nanquim. O canal protagonizado por Bruno Zago, Daniel Lopes e Alexandre Callari tem como matéria de produção a resenha de HQ’s. Ou pelo menos começou assim.

Pipoca e Nanquim surge em 2009, numa TV universitária com Bruno e outros integrantes. Já em 2010, assumem também Daniel e Alexandre e o canal muda de forma. Em 2011 se dá a primeira empreitada dos três amigos longe das câmeras. Eles lançam, como autores seu primeiro livro: “Quadrinhos no Cinema”.

O livro trata dos personagens que seriam lançados no cinema, mas não necessariamente sobre os filmes. Ele funciona basicamente como uma enciclopédia de cada personagem que iria pra telas em live-action, desde a criação à evolução nas páginas de seus criadores e propagadores.

No mesmo ano, Alexandre Callari começa a trabalhar em uma das maiores editoras de quadrinhos do Brasil, a Panini. Isso trouxe ainda mais credibilidade para o trabalho dos meninos.

Em 2012, Daniel Lopes também passa a trabalhar para Mitos/Panini. Nesse período eles também lançam o “Quadrinhos no Cinema 2”. Para que o time ficasse completo, em 2013 entra Bruno Zago também para a edição da Panini.

Falta de respaldo os caras não tinham né? Até então eles publicavam seu conteúdo no antigo videolog. Com a falência do site, eles migraram pro YouTube, que então já aceitava o formato e tamanho de vídeo que eles propunham. Com isso o canal foi crescendo. Em 2014, a coisa foi ficando mais profissional, e os meninos cada vez mais engajados na proposta.

Surge então um sonho: abrir a própria editora

Em 2016, quando passaram a receber patrocínios que alavancam o canal, eles tiveram a paciência de guardar o suado reward para regarem uma semente que já estava plantada: a editora do PN. No ano seguinte, eles fizeram o anúncio do sonho. Sempre com a precaução e a simplicidade de reconhecerem o caminho árduo que teriam pela frente.

Até que fizeram a primeira publicação, o “Espadas e Bruxas”, de Esteban Maroto. A partir de então, com recepção do público, a editora do PN vem trazendo para o Brasil obras de grande relevância e que até então o brasileiro não tinha acesso.

De acordo com o próprio Callari, em vídeo, o sucesso profissional deles tem muito a ver com a dedicação ao canal: “Cara, tudo isso que a gente conseguiu até agora veio através do Pipoca. Publicação de livros, ingresso na editora, o mínimo de notoriedade que a gente tinha, tudo a gente conseguiu por causa do Pipoca”.

Fica a lição: Vale a pena planejar bem sua produção de conteúdo no YouTube e ter visão empreendedora. A plataforma pode ser a porta de entrada para a realização de projetos maiores.

23 de setembro de 2019

Conheça 3 filhos de influencers que estão ganhando as redes sociais

É comum vermos influenciadores mostrando seus pais nas redes sociais. Seja em vlogs, desafios ou trollagens, a presença de pais e mães é algo que geral conteúdo para quem quer…

2 de julho de 2019

Influenciadora fica careca em live após tutorial falhar

Vídeos no estilo "faça você mesmo" são uma categoria bastante utilizada por influenciadores. Seja para customizar itens ou para ensinar cuidados pessoais, esse estilo de vídeo costuma ser feito a…

27 de abril de 2018

Pegadinhas que um youtuber não deve fazer

Pegadinhas que um youtuber não deve fazer Se você decidiu criar o seu canal no YouTube, você precisa analisar até onde está disposto a ir. Além disso, quais serão as consequências…

12 de setembro de 2017

Qual é o melhor momento para divulgar o seu canal?

É muito comum que as pessoas, com o sonho de se tornarem youtubers famosos, acreditem que o sucesso vem da noite para o dia. De cara, elas  querem divulgar o…

Rua Teodoro Sampaio, 2767 Sala 22 - Pinheiros, São Paulo, Brasil - CEP: 05405-250
thais@influu.me | imprensa@influu.me
CNPJ:19.354.277/0001-40

© Copyright influu.me - 2020
Todos os direitos reservados