YouTube e IGTV: qual plataforma é melhor?


Com o surgimento do IGTV – a nova plataforma de vídeos do Instagram – já começou a se discutir sua rivalidade com o YouTube. Mas afinal, entre YouTube e IGTV, qual plataforma é melhor? Mesmo com objetivos semelhantes, cada uma traz suas particularidades.

Nessa dúvida, decidimos esclarecer as vantagens de cada uma para ver qual melhor se destaca e você escolher a melhor para consumir e produzir. Ou quem sabe, aproveitar-se o YouTube e IGTV.

YouTube

Dos pontos positivos do site lançado em 2005, os principais estão relacionados ao movimento que acontece nele. Além de milhões de conteúdos já no catálogo, ele recebe produtos novos todos os dias.

O abastecimento é constante e numeroso. Muito também vem de seu estabelecimento, que ocorre há mais de dez anos. Tanto que, ao pensar em sites de vídeo, é inevitável que o primeiro seja o YouTube.

Nesse tempo, o site conquistou muitos números, inclusive, divulgaram dados que mostram 1,9 bilhão de usuários novos a cada mês. Aos criadores, com suas novas diretrizes, são oferecidas oportunidades de ganhos lucrativos. Tanto que, os criadores que ganham mais de US$10 mil anualmente cresceram 35%, enquanto quem ganha mais de US$100 mil, 40%.

A plataforma também gera a vantagem de tempo ilimitado de vídeos. Ou seja, seu conteúdo pode durar dois minutos ou cinco horas, ele será publicado igualmente.

Apesar de inconstâncias com seus algoritmos, o YouTube ainda é líder do mercado e a primeira escolha de muitos. Além de trazer um diferencial importante contra seu “concorrente”: exibição dos vídeos na horizontal.

IGTV

Mesmo recente no mercado, completando um mês nessa sexta (20), o IGTV também traz suas vantagens para competir. A principal delas está na imagem que ela proporciona.

O Instagram é uma rede social amada pelos usuários, então a plataforma junto a ele gera um olhar positivo. O ciclo de uso do Instagram também cresceu nos últimos anos e vem crescendo cada vez mais. Não só pela participação dos usuários, mas também pela facilidade que a operação proporciona. Além de uma conexão maior no Instagram, que oferece mais que um vídeo.

O fluxo de uma conta para outra e de um vídeo para outro é mais limpo e fluido que do YouTube. Há também uma facilidade maior em criar o seu canal e publicar seus vídeos. A principal qualidade do IGTV neste momento é a novidade.

A plataforma acabou de chegar e ganha atenção pela singularidade, principalmente com o formato na vertical, que é natural aos usuários de smartphone, além de ser uma estratégia nova no mercado.

Futuro do YouTube e IGTV

Com uma estabilidade lucrativa do YouTube, o próximo passo do IGTV serão os posts patrocinados. Já muito comuns no Instagram, a fórmula pode ser passada para os vídeos, tornando-se mais convidativo aos usuários.

A plataforma também pode chegar a mudar não só o mercado, como também a forma como consumimos vídeo. É difícil dizer se o IGTV vai fazer todos passarem a consumir vídeos na vertical, mas é possível que passe a virar um consumo padrão.

Enquanto isso, o YouTube segue em sua sombra tomando água de coco. Além de um número superior de usuários, a plataforma vem apresentando novidades para o futuro. Estão com um foco maior no YouTube Premium e o Music.

Além de trazer um tom de assinatura aos usuários, permite lançamentos exclusivos, expandindo possibilidades de criatividade e produções.

Mas… por que não usar os dois?

Sendo tanto consumidor quanto produtor, é sempre bom uma possibilidade a mais para consumir ou divulgar seu trabalho. E justamente a particularidade de cada um fornece a possibilidade de serem consumidos por um mesmo usuário.

Ninguém obriga você a assistir só um dos dois. Afinal, você adapta o seu gosto ao que mais te agrada. E no fim das contas, por mais que a plataforma seja importante, o destaque sempre será o conteúdo. Você com certeza deve acompanhar algum influenciador que tem conteúdo nas duas plataformas.

Isso gera um olhar positivo para o mercado, dando uma chance para no futuro, YouTube e IGTV terem seus influenciadores. Isso, acaba sendo ainda mais positivo ao IGTV, que recebe o público do YouTube, mas sem prejudicar o site.

Fonte