TikTok e fãs de K-Pop: abalo nas eleições americanas?


Nas últimas eleições americanas – em 2016 – Donald Trump foi eleito. Mas, um escândalo envolvendo o Facebook colocou em pauta a influência das redes sociais no processo. Agora, TikTok e fãs de K-Pop entram em evidência.

Para quem não se lembra, o Facebook foi acusado de compartilhar informações dos usuários. Isso teria influenciado o estilo de campanha do então candidato Donald Trump, permitindo que ele tivesse mais apelo com os eleitores.

Em 2020, Donald Trump resolveu tentar a reeleição, mas parece que os jovens americanos decidiram usar as redes sociais com outro intuito.

TikTok e fãs de K-Pop

O presidente americano agendou um comício em Tulsa, Oklahoma, no sábado (20/06). Era para ser o momento de reaquecimento da campanha que sofreu vários golpes por causa do comportamento de Trump em assuntos como a pandemia e os movimentos raciais.

Para participar do evento, você precisava se registrar. E foi isso que os fãs de K-Pop fizeram e, além disso, incentivaram uma série de pessoas a fazer.

Tudo foi combinado pelo TikTok, com milhões de vídeos feitos por contas famosas. O gerente da campanha de Trump – Brad Parscale – chegou a anunciar que 1 milhão de pessoas queriam participar do evento.

O local escolhido para o comício comporta 19 mil pessoas. Por isso, era esperado que muita gente fosse ficar na porta do espaço. Trump e seu vice chegaram a criar um discurso especial só para falar com essas pessoas.

Entretanto, no dia do evento o que eles viram foi um centro de convenções muito mais vazio do que o esperado. O corpo de bombeiros anunciou que somente 6 mil pessoas compareceram ao evento.

Há quem diga que tudo foi causado por medo da Covid-19. Mas quem acompanha as notícias sabe que os americanos não deixam de comparecer a eventos políticos por causa da pandemia.

Por isso, a explicação mais plausível é que tudo tenha sido causado pelo TikTok e fãs de K-Pop.

Fontes 1 e 2