Pular para o conteúdo

SEO do Google: 7 técnicas para NÃO utilizar

SEO do Google

Hoje nós vamos falar mais um pouco sobre o SEO do Google. Quando você pesquisa, encontra uma série de regras. Aliás, até alguns atalhos para crescer sua página mais rápido. Mas cuidado! Alguns desses caminhos podem ser bem prejudiciais.

Vamos ver algumas dicas que podem parecer boas, mas que podem ser prejudiciais para o seu SEO do Google. Assim como no YouTube, blogs também podem sofrer penalidades. Por isso, planeje bem o seu conteúdo.

Afinal, você não quer prejudicar o desempenho da sua página.

Uso excessivo da palavra chave

Você escolheu uma ótima palavra chave e sabe que ela precisa estar presente no seu texto. Por isso, você acrescenta esse termo sempre que possível. Só no primeiro parágrafo há cinco repetições. Isso é ótimo, não?

Não, na verdade isso é péssimo. Você deve se lembrar que o SEO do Google visa garantir uma boa experiência para o usuário. Como alguém pode ter uma boa leitura em um texto cheio de repetições?

Imagine um texto cuja palavra chave é livro e o primeiro parágrafo é assim:

“Hoje nós vamos falar sobre o livro. O livro é um bom companheiro para todo mundo. Inclusive você pode levar o livro para qualquer lugar. Além disso, o livro pode aumentar sua criatividade. Quer algumas dicas de livros?”

Você tem uma palavra chave forte. Suas frases e seu parágrafo são curtos. Além disso, você fez uso de palavras de transição e utilizou um call to action. Mas ainda assim o seu SEO seria ruim.

E, se o Google deixasse passar esse fato, os leitores não o deixariam. Afinal, imagina um texto escrito dessa forma?

Por isso,utilize a palavra chave, mas não exagere.

Otimização só para desktop

Quem não usa a internet no celular? É cada vez maior o número de pessoas que consomem conteúdo no Smartphone. Por isso, no desenvolvimento do seu site, você precisa se certificar de que a experiência do usuário no mobile será tão boa quanto no desktop.

Por isso, otimize o site pensando nos dois cenários. É importante que a sua página inicial seja organizada no mobile. Além disso, tenha certeza de que:

  • fonte e tamanho da letra permitem a leitura na tela do smartphone;
  • arquivos anexados estão alinhados e podem ser acessados;
  • o alinhamento completo da página está com boa qualidade;
  • não há perdas na configuração

Usar palavra chave como clickbait para tentar enganar o SEO do Google

Você faz suas pesquisas de palavra chave e descobre uma palavra que está em alta. Então utiliza essa palavra no seu título, que ficou bem construído e chama atenção. Mas quando eu, leitor, abro o texto, descubro que ele fala sobre outro assunto.

Você acaba de irritar um leitor. Isso é prejudicial para a sua reputação e também para a reputação de quem te indicou. Ou seja, do Google. Por isso, o site de buscas tem muito cuidado para evitar esse tipo de situação.

Em primeiro lugar há o fato de que a palavra chave deve ser usada em vários pontos do texto. Com isso o Google já pretende evitar o clickbait.

Mas, talvez você consiga fazê-lo e isso pode te garantir uma boa posição com o SEO do Google. Entretanto, se a plataforma perceber que o seu site é rapidamente abandonado, ela pode optar por uma investigação.

Uma situação dessas faz com que um blog seja punido. O resultado? Dificilmente seu site aparecerá no topo das pesquisas. Afinal, você perdeu a credibilidade.

Links internos não justificáveis

É muito importante para o SEO do Google acrescentar links da sua página nos seus textos. Mas isso precisa ser justificável. Afinal, também se trata da experiência do usuário.

Nesse texto eu acrescentei uma série de links para outros textos. Mas se você clicar em algum deles, vai abrir uma outra aba no seu sistema para não atrapalhar sua leitura. Além disso, todos esses “textos extras” são um complemento para este que você está lendo agora.

Você não precisa lê-los, mas se quiser, vai se aprofundar nos assuntos e sem precisar pesquisar muito , o que é ótimo.

Mas imagina se eu colocasse uma grande quantidade de links e quando você os abrisse, descobrisse que eles não têm nada a ver com o texto?

Por exemplo, eu coloquei um link na palavra “clickbait”. Porém ao invés de ir para um artigo que explica melhor o assunto, você poderia se deparar com uma propaganda ou um texto sobre “os vídeos mais engraçados do YouTube”.

Percebe como isso atrapalha a sua leitura sem um motivo plausível? Mais uma vez você irrita o leitor e,consequentemente, o Google.

Variações semelhantes da mesma palavra chave

Mais uma vez você encontrou uma palavra chave que está em alta. Vamos voltar ao exemplo de “livro”. Entretanto, você acha que pode utilizar esse termo até a exaustão em textos consecutivos e sem trazer novas informações.

Assim hoje o seu texto é sobre livros. Amanhã “livros para ler” e depois “livros para presente “. Percebe que a impressão é de que você escreveu três textos que podem falar da mesma coisa?

Não há problema nenhum em utilizar variações da mesma palavra chave. Mas isso deve ser feito de forma estratégica e com parcimônia.

Spam no rodapé

O rodapé é muito importante para um blog. É um espaço onde as pessoas podem encontram mais informações sobre a sua marca e conteúdo. Por isso, é um espaço que deve ser utilizado de forma intuitiva.

Portanto, se o seu rodapé estiver cheio de informações, você só vai atrapalhar o usuário do site. Por isso, o Google criou algoritmos para penalizar quem fizesse esse tipo de ação em blogs.

Trocar conteúdo para enganar o SEO do Google

Há algum tempo as pessoas faziam uma troca de conteúdo que consistia em:

  • Publicar conteúdo em seu site;
  • Esperar o Google rastrear e indexar esse conteúdo;
  • Verificar se a página está sendo exibida nos resultados da pesquisa;
  • Bloquear a página (ou mesmo todo o site) de ser indexado;
  • Trocar o conteúdo pelo que a pessoa realmente deseja que apareça.

Ou seja, você criava um conteúdo sobre um tema e depois trocava o texto. Mas hoje em dia o Google pode rastrear isso muito facilmente. Portanto, você será penalizado – e o Google é bem rigoroso com esse tipo de ação – e não conseguirá nenhum resultado.

Fonte

25 de março de 2020

‘Em casa’: a figurinha do Instagram para quem está de quarentena

Sabendo da importância do afastamento social para evitar o contágio por coronavírus, as redes sociais têm lançado medidas para que esse período de afastamento seja mais suportável. E a mais…

6 de fevereiro de 2019

Aprenda como criar a bio do Instagram perfeita

Atualmente é comum que consumidores visitem seu perfil do Instagram antes de qualquer pesquisa no Google. Por isso, o perfil na rede social é a nova "página inicial" de uma…

28 de dezembro de 2018

Coleção do Instagram auxilia no crescimento da indústria do varejo

Para quem utiliza o Instagram já está familiarizado com a ferramenta de coleção. E, por isso, que a rede social cresce a cada segundo também não é novidade. Mas sabia…

4 de junho de 2019

Pegando carona no marketing de influência: veja ação da ClickBus

Atentas ao que acontece nas redes sociais, as marcas acompanham de perto influenciadores digitais que têm afinidade com seus nichos. Depois de vermos pelo Twitter o padre Fábio de Melo…

Rua Teodoro Sampaio, 2767 Sala 22 - Pinheiros, São Paulo, Brasil - CEP: 05405-250
thais@influu.me | imprensa@influu.me
CNPJ:19.354.277/0001-40

© Copyright influu.me - 2020
Todos os direitos reservados