Rafael Cunha – instagrammer é condenado por homofobia


Decisão da Justiça

O instagrammer Rafael Cunha foi julgado por uma postagem homofóbica. O influenciador da Paraíba foi condenado pela Segunda Turma Recursal Permanente de João Pessoa, em uma decisão unânime.

Por isso, o humorista tem agora que pagar R$15 mil reais à justiça. Entretanto, ele ainda pode recorrer da decisão.

Segundo o juiz responsável pelo caso, José Ferreira Ramos Júnior, afirmou que a condenação é uma forma de evitar reincidência. Ou seja, um castigo que tem por objetivo fazer com que Rafael Cunha pense duas vezes da próxima vez que quiser publicar uma piada que possa ser considerada agressiva.

Além disso, o juiz destacou que o valor estabelecido não pode – e nem tem o objetivo – de enriquecer a pessoa lesada. Pois – como já dito – a função é mais de punição do que bonificação.

Em sua decisão, o juiz afirmou:

“Logo, diante de tais considerações, destacando inclusive que o demandado possuía, na época do fato, mais de seis mil seguidores, entendo que o dano moral deve ser majorado, considerando a humilhação e o constrangimento sofridos pela parte, bem como se presta a impor ao recorrido maior cuidado com as publicações realizadas em suas redes sociais”.

Entenda o caso

O comediante foi denunciado por causa de um post no Instagram. Ele publicou a foto de uma pessoa e colocou as legendas: “Fanta light”, “Fanta” e “Faço Melhor”.

Por isso, o relator do caso acreditou que o humorista estava humilhando a pessoa usada na foto. Pois, é importante lembrar, que a Fanta é usada para se referir a homossexuais.

Acredita-se que o Rafael Cunha estava fazendo referência à propaganda “Essa Coca Cola é Fanta”. Por isso, ao compará-lo à Fanta e depois continuar dizendo coisas como “eu faço melhor”, o humorista – de acordo com o relator – causou “elevada humilhação ao autor”.

Rafael Cunha

Atualmente, Rafael Cunha tem 2.7 milhões de seguidores no Instagram. No YouTube, o número passa um pouco de 336 mil.

Além de lidar com a internet, o influenciador também está acostumado a fazer shows de comédia ao vivo.

Com relação ao julgamento, Rafael Cunha decidiu não se pronunciar.

Fonte