Racismo: menino cria insta para falar de livros e é atacado por racista


Por mais que algumas pessoas queiram negar, existe racismo no Brasil. Esse é um problema que precisa ser resolvido e que afeta pessoas de todas as idades. Dessa vez, a vítima foi um jovem instagrammer de 12 anos.

Adriel Oliveira mora em Salvador. Em abril de 2019, ele abriu uma conta no Instagram para o “Livros do Drii”. Nesse perfil, ele faz resenha de livros e dá dicas para os seus seguidores – que eram menos de 300 há pouco tempo.

Tudo ia bem, mas infelizmente o menino foi vítima do racismo de uma pessoa que não teve a identidade revelada. O racista enviou mensagens para Adriel afirmando que ele não deveria ler por ser negro.

O próprio menino divulgou as mensagens em seu Instagram. Segundo ele, a divulgação das mensagens foi um conselho de sua mãe, Deise Oliveira, de 32 anos.

Nós também vamos colocar as mensagens nesse post. Afinal, o racismo tem que ser debatido, pois essa é uma forma de conscientizar e tentar eliminar de vez esse mal da sociedade.

“Porco gordo. Eu achava que preto era pra ta cavando mina, não lendo. Você foi criado pra ser pobre e preto”.

A mãe do Adriel decidiu não prestar queixa na polícia. O crime de injúria racial está previsto no artigo 140 do Código Penal. Se condenada, a pessoa pode pegar até três anos de prisão e, além disso, deve pagar uma multa.

Mensagens de apoio

Felizmente há muita gente no Brasil que luta contra o racismo. Adriel compartilhou a mensagem em seu Instagram e acrescentou a seguinte mensagem:

“Em pleno século 21 pessoas ainda são racistas? Atualizem-se. Insultos acabam com psicológico de pessoas fracas, esse tipo de coisa não me abala em nenhum ponto. ALIÁS, tenho orgulho de ser negro. Aprende a escrever, cara. Isso não é um insulto, e sim um conselho.”

Muita gente não sabia o que fazer, mas todos sabiam que era preciso mostrar apoio ao menino. Afinal, se mensagens de ódio são espalhadas sem motivo nenhum, as mensagens de amor precisam ter mais força.

Por isso, muitos mandaram directs para o Adriel. Além disso, o número de seguidores dele só aumenta. No momento de escrita desse post, ele já chegou a 349 mil seguidores.

Quer fazer parte dessa corrente? O perfil dele está aqui.

Nós esperamos não ter que escrever matérias sobre racismo novamente. Mas isso só será possível se os casos não se repetirem.

Se você for vítima de injúria racial na internet pode fazer denúncias pelo DISK 100.

Fontes 1 e 2