Pular para o conteúdo

Post viral faz influenciadora ser deportada

O post viral

Kristen Gray é uma influenciadora de viagens. Ela passou o ano de 2020 em Bali, na Indonésia, e fez um post sobre isso. O post viral pode ter deixado a influencer feliz, mas a fez ser deportada. Saiba o motivo!

Kristen tem 28 anos e estava vivendo em Bali com a namorada, Saundra Alexander, de 30 anos. Tudo estava bem, mas as coisas mudaram depois dos posts no Twitter.

Leia também: Blogueiros de viagem presos no Irã

Em primeiro lugar, ela afirma que estava tendo um estilo de vida muito bom, mas por um custo muito mais baixo do que nos EUA. Aliás, ela afirmou que gastava 1300 dólares para pagar o aluguel de um studio em Los Angeles. Entretanto, em Bali o aluguel era 400 dólares.

Além disso, ela afirmou que conseguiu crescer muito no país. Especialmente como empreendedora.

De acordo com ela, as melhores coisas em Bali são:

  • Segurança;
  • Baixo custo de vida;
  • Estilo de vida luxuoso;
  • Amigável a pessoas LGBTQI+;
  • Comunidade negra.

Mas nada disso foi o problema do post viral. A questão foi que ela também disse que poderia ajudar a pessoas que quisessem se mudar para Bali.

Ela disse que ela e a namorada eram “apenas duas garotas tentando dar conhecimento e criar uma comunidade de seres humanos que conhecem sua divindade e querem prosperar e sobreviver”.

Além disso, ela disponibilizou um e-book para quem quisesse morar em Bali. O material estava a venda por 30 dólares.

O governo de Bali

O governo de Bali anunciou a deportação da influenciadora. Segundo as autoridades, ela seria deportada por vários motivos, começando pelo fato de que ela espalhou informações erradas e perigosas para o público.

Afinal, o mundo está em pandemia e, por isso, as fronteiras de Bali estão fechadas. Portanto, ou a influencer estaria mentindo sobre a ajuda para quem quisesse entrar no país ou ajudaria a imigração ilegal.

Além disso, ela é suspeita de “realizar atividades de negócios com a venda de e-books e colocar uma taxa para consultoria (sobre) turismo em Bali”.

Isso é um problema, pois o visto da influencer era de turismo e não trabalho.

A defesa da influencer

Em sua defesa a influencer disse que não é culpada. Em entrevista para repórteres, ela disse:

“Não ultrapassei o prazo do meu visto (de turista). Não estou ganhando dinheiro em rupias indonésias. Fiz uma declaração sobre LGBT e fui deportado por ser LGBT”.

Isso é possível, afinal por mais que ser homossexual não seja crime em Bali – mas é em outras ilhas da Indonésia – a perseguição da comunidade LGBTQI+ é muito grande.

Por isso, gerou também muita repercussão o fato de que a influencer havia falado que Bali era ótimo para homossexuais.

Seja como for, a influencer não deve ser autorizada a voltar para Bali tão cedo.

Fonte

9 de abril de 2020

Flay expulsa? Entenda a polêmica do BBB

Flay expulsa? Se você já entrou no Twitter hoje, com certeza viu a hashtag "Flay expulsa". Mas o que aconteceu para gerar essa revolta online? Vale lembrar que a sister…

30 de setembro de 2019

Youtuber preso após ensinar seguidores a cometer assédio

Youtuber preso Adnan Ahmed é um youtuber de 38 anos. Conhecido como Addy A-game, ele é um youtuber preso agora. Aliás, ele já é uma pessoa condenada. Ele possuía um…

8 de junho de 2020

Influenciadora que devolveu criança será investigada

Influenciadora que devolveu criança Myka Stauffer é uma influenciadora digital americana. Ela se tornou notícia no mundo todo como a influenciadora que devolveu criança adotada. Mas essa história ainda não terminou.…

11 de março de 2020

Twitter lança Fleets, o story definitivo da rede social

O Twitter finalmente começou a testar sua versão dos Stories. Chamada de Fleets, a nova funcionalidade da rede social poderá ser usada para publicar conteúdo que desaparece em 24 horas.…

Rua Teodoro Sampaio, 2767 Sala 22 - Pinheiros, São Paulo, Brasil - CEP: 05405-250
thais@influu.me | imprensa@influu.me
CNPJ:19.354.277/0001-40

© Copyright influu.me - 2021
Todos os direitos reservados