Postagens diárias de vídeo é uma boa estratégia no YouTube?


Quando você começa um canal no YouTube, uma das primeiras coisas que escuta é “tem que ter frequência de postagem”. A partir daí, é comum youtubers iniciantes postarem o máximo de vídeos que conseguirem. Além de fazer postagens diárias logo nos primeiros meses do canal. No entanto, isso provavelmente vai prejudicar mais do que ajudar.

O próprio YouTube estipula um número mínimo de posts para um canal crescer. Segundo a empresa, três vídeos por semana é um bom número. Lógico que para o YouTube é importante ter o máximo de conteúdo na plataforma. Por isso quanto mais os canais postarem, melhor para a empresa. Mas independente da recomendação, sempre analise a estrutura e o público do seu canal.

Conteúdo

Antes de pensar na frequência, foque no conteúdo. É melhor gravar um vídeo ótimo por semana do que ter vídeos medianos diariamente. Ou seja, não há uma frequência ideal, o melhor para o seu canal é o número de vídeos que você consegue gravar com qualidade.

Se tem tempo e ideias para gravar 5 vídeos excelentes por semana, vai fundo. Agora se o seu conteúdo leva mais tempo para ser produzido e você só consegue subir 2 ou 3 semanais, não há problema também.

Usarei como exemplo dois dos maiores canais de cinema. As duas referências do YouTube brasileiro no nicho são Pipocando e Omelete.

Apesar de ter um milhão de inscritos a mais (3,3 milhões contra 2 milhões), o Pipocando tem uma frequência bem mais baixa. São 2 vídeos semanais contra mais de 10 do Omelete. Apesar da diferença, ambos têm sucesso.

O Omelete tem uma equipe muito maior, já que tem o site, CCXP (evento para fãs de cultura pop) e muitas outras vertentes. O grupo trabalha com notícias e análises, é um conteúdo mais rápido e com prazo de validade.

Já o Pipocando, tem um foco maior em curiosidades e na estreia do filme da semana apenas. Dessa forma, com um conteúdo mais frio (que não é notícia e não precisa ser lançado instantaneamente), eles podem se dar ao luxo de ter menos vídeos.

Visualizações de postagens diárias

Outro problema de postar muito quando está começando é ter o seu conteúdo competindo com ele mesmo.

Mas, como assim? Grande parte do público do YouTube não entra na plataforma diariamente. Eles usam em momentos específicos para assistir a um vídeo de um canal que ele gosta muito. Lançar muito conteúdo novo fará com que o seu público não assista boa parte dos vídeos.

Se o Pipocando fizesse postagens diárias, a retenção de views no canal seria muito menor. Por mais engajado que o público dele seja, muitas pessoas não teriam tempo para ver tudo ou até mesmo vontade de assistir aquele conteúdo diariamente.

No Omelete funciona porque grande parte dos vídeos são curtos e informativos. É algo mais fácil de se digerir.

Outra comparação que cabe aqui é a dos canais rezendeevil, canal de trollagem, e Porta dos Fundos, canal de esquetes de humor. O primeiro tem 17 milhões de inscritos e média de 4 vídeos por dia com menos de 500 mil visualizações. Já o segundo, com 3 postagens semanais e 14 milhões de inscritos, dificilmente tem um vídeo com menos de 1 milhão de views.

O rezendeevil só conta em todos os vídeos com o seu público mais engajado, por isso tem menos de 5% de seus inscritos por vídeo. E isso é teoricamente uma média baixa na plataforma. Já o Porta, por ter dias fixos de postagem, consegue atrair mais público e viralizar seu conteúdo para fora de seus inscritos.

Esses 4 exemplos seguem os modelos que fazem mais sentido para os canais deles. Você deve encontrar a sua fórmula. Mas tome cuidado no começo para não se prejudicar com o excesso de postagens.