Orkut, MSN e ICQ: as redes sociais das antigas que você considera(va) pacas


Se você é daqueles que começou a usar internet quando tudo ainda era mato, provavelmente deve ter ficado feliz em ver que os TTs do Twitter hoje estavam trabalhados na nostalgia. E isso porque o pessoal por lá estava falando sobre uma das redes sociais que marcou os anos 2000: o Orkut.

Então, para honrar esse remember, vamos falar sobre três redes sociais das antigas que só quem viveu sabe: Orkut, MSN e ICQ. Confira a seguir.

Orkut e o mural de recadinhos

Comunidades, fóruns e legendas de fotos bem no estilo “eu na porta da escola”. Ah, que saudades do Orkut. Olhando o design hoje, a gente constata que não é preciso de muito para ser feliz. Afinal, muito antes de sonharmos em ter redes sociais como Facebook e Instagram, o Orkut estava lá, dando conta do recado.

No entanto, não podemos esquecer de uma função muito especial, que hoje raramente se encontra nas redes: saber quem visitou o seu perfil. E, claro, o mural de recados sem mensagens dos parentes – porque, naquela época, os pais e as tias ainda não estavam familiarizados com o toda a modernidade digital.

Mas, como tudo que é bom dura pouco, o Orkut não só perdeu o posto de “rede social da vez” como já não existe mais. Lançado em 2004 – quando só quem era convidado tinham acesso – , a rede social foi definitivamente tirado do ar em 2016.

Abaixo, veja o que rolou hoje no Twitter quando o pessoal falava sobre uma versão do Orkut feita por fãs – que é orkut.br.com:

MSN e as indiretas nos status

Chamado de MSN pelos mais íntimos, o MSN Messenger foi basicamente uma prévia do que os apps mensageiros são hoje. Só que com algumas funcionalidades que nos acostumaram mal.

Explico: imagina querer a atenção de uma pessoa enquanto troca mensagens com ela e, para isso, usar uma função que literalmente chacoalha a aba da conversa. Eu só consigo pensar no que as pessoas que não gostam de receber áudios e ligações via app pensariam dessa “abertura toda”.

Além disso, havia também o “status”, onde era possível dar visibilidade para a música que você estava ouvindo ou então escrever aquela indireta pro crush. Era basicamente uma timeline simplificada do Twitter.

A rede que permitia a comunicação instantânea com pessoas de diferentes lugares do mundo foi lançada em 1999, pela Microsoft. Entretanto, em 2013, foi definitivamente desativada.

ICQ e a nostalgia raiz

Quando a gente mal começava a tentar explicar em palavras a falta que o MSN fazia, o pessoal dos tempos do ICQ já sabia de cor e salteado como era essa sensação. Afinal, a rede social acabou perdendo espaço com a chegada do próprio MSN.

O ICQ tinha ganhado visibilidade pela troca de mensagens em tempo real e pelo acesso possível desde software até via web, celular e e-mail. Além de perfeito e sem defeitos, ele ainda tinha um número de identificação único para cada usuário.

Mas, eram outros tempos, em que ou se matava ou se morria, bem diferente da convergência das redes sociais que vivemos hoje. E por isso, mesmo tendo mais de 100 milhões de usuários ativos em 2001, o programa não deu conta da concorrência na época.

Porém, não vamos encerrar de forma triste esse post nostálgico. E isso porque, diferente do MSN e do Orkut, o ICQ ainda existe e segue buscando seu lugar ao sol, se reinventando e disponibilizando funcionalidades novas.