Nas redes sociais apenas para vender? Veja os prós e contras dessa escolha


Com as medidas de isolamento social adotadas por conta da pandemia do novo coronavírus, as marcas têm usado cada vez mais as redes sociais, inclusive para vender.

No entanto, há marcas que estão nos espaços digitais apenas com o intuito de monetizar. Será que essa é uma boa estratégia?

Este foi um dos dados apontados por um estudo recente, sobre o qual falaremos neste post. Por isso, neste artigo veja os prós e contras de apostar todas as fichas da presença digital apenas na realização de vendas.

Meio mundo na internet

De acordo com o estudo do Statista, as últimas semanas têm registrado um aumento no uso das redes sociais. Segundo o levantamento, diariamente 3.81 bilhões de pessoas em todo o mundo estão conectadas.

Na prática, o número equivale a mais de 50% da população mundial.

E quando se fala nas empresas brasileiras, a realidade não é muito diferente. De acordo com o levantamento do Centro Regional de Estudos do Brasil, hoje 78% das marcas brasileiras têm conta em alguma rede social. E isso independe do porte da empresa.

Além disso, essas marcas acreditam que as mídias digitais podem ajudar em relação a parcerias e vendas.

Marcas conectadas apenas para vender

Porém, este estudo traz um outro dado importante: mais de metade das marcas (57%) está conectada somente para fazer vendas on-line.

Olhando para este dado, em termos quantitativos, isso equivale a um aumento significativo de investimento em plataformas digitais.

Afinal, em 2017 apenas 42% das empresas do país tinham sites, sendo que no segundo semestre de 2019 o percentual aumentou para 54%.

Vamos agora mostrar os dois de lados de usar o potencial das redes apenas para vendas.

Indo além de um produto ou serviço

Em tempos de pandemia, as pessoas estão realmente mais conectadas e presentes nas redes sociais – seja postando ou consumindo conteúdo.

No entanto, vale ressaltar que os usuários não estão ali apenas para comprar. Afinal, as redes sociais têm sido usadas não apenas como forma de entretenimento, mas inclusive como meio de apoio social.

Inclusive, temos aqui no Blog da influu alguns posts falando sobre iniciativas das grandes redes sociais em tempos de pandemia. Veja:

Por isso, usar as redes sociais para ir além das vendas é uma estratégia para criar relacionamento com seu público. Afinal, pode ser que um potencial cliente chegue até você em um momento em que não deseja fazer uma compra.

Nesse cenário, com as redes sociais você pode criar formas de se manter em evidência: disponibilizando informações, mostrando bastidores e apostando no marketing de conteúdo.

Sem esquecer de monetizar

Porém, é importante lembrar que a quarentena afetou estabelecimentos comerciais e, consequentemente, a economia. Logo, encontrar nas redes sociais um meio para vender é uma saída muito bem-vinda.

Por isso é claro que as marcas precisam sim aproveitar essa oportunidade. E este é o momento ideal para isso.

O que ressaltamos é que usar as redes sociais apenas como vitrine de seus produtos e serviços é como desperdiçar uma oportunidade. Afinal, o potencial delas é incrível, desde que haja planejamento e estratégia.

Fonte