Myka Stauffer se pronuncia depois de abandonar filho autista


A influenciadora Myka Stauffer se manifestou sobre o abandono do filho. É a primeira vez que ela faz isso desde que anunciou a decisão dela e do marido. O que ela tem a dizer?

Vamos fazer um resumo da história para quem não sabe. Myka Stauffer adotou na China um menino com autismo. O garoto começou a viver com a família no final de 2017.

O processo de adoção foi acompanhado por muita gente pelas redes sociais. Inclusive, ela ganhou muitos seguidores nessa época. E, depois da adoção, continuou postando fotos e vídeos com ele e seus outros filhos.

O casal já tinha três filhos e, em 2019, eles deram a luz ao quarto bebê.

Entretanto, o casal gravou um vídeo anunciando que a situação estava muito difícil e que, por isso, eles resolveram entregar o menino para outra família.

Isso não é ilegal nos EUA, mas como a agência de adoção e as autoridades não foram avisadas do caso, o casal está sendo investigado.

O que Myka Stauffer disse hoje

Myka Stauffer se pronunciou por meio de uma nota em seu Instagram. Ela começa pedindo desculpas e dizendo que “aceita toda a responsabilidade pela dor que ela causou”.

Como a influenciadora fala sobre maternidade, ela fez questão de se dirigir para suas seguidoras. Por isso, ela fez questão de pedir desculpas a “todas as mulheres que se espelham nela como mãe e se sentiram decepcionadas”.

Além disso, ela disse que não falou desde o começo sobre o abandono do menino por que era uma coisa muito pessoal e dolorosa. Acontece que o casal só anunciou que estava entregando o garoto para outra família depois que os seguidores começaram a questionar a falta dele nas fotos e vídeos.

“Sinto muito pela confusão e dor que eu causei e eu sinto muito por não ter sido capaz de falar mais sobre a minha história desde o começo”.

Segundo ela, no processo de adoção ela não sabia direito o que estava fazendo. Por isso, a influencer pediu perdão por ter sido “ingênua quando começou o processo, eu não fui seletiva ou completamente equipada e preparada”.

Sobre a preparação para a adoção do garoto, ela disse que só lhe foi apresentado um vídeo online. Mas que agora ela acredita que precisava de mais treinamento.

Ela deixou claro que não se arrepende da adoção e que é bom que o menino esteja nos EUA, recebendo os melhores cuidados. Também disse que ele está feliz com a nova família, mas que sabe que mesmo assim “ele passou por um trauma e nenhum adotado merece passar por mais traumas”.

“Eu queria tanto ajudar e queria muito trazer para casa qualquer criança que precisasse de mim. Por isso eu fui ingênua, tola e arrogante. Eu queria muito ter estado mais preparada e ter feito mais”.

Fim da carta e algumas polêmicas

Para finalizar a carta, ela disse que a família não está sob investigação e garantiu que o menino não foi adotado para ajudar o canal deles a crescer. Segundo a influencer, todo o dinheiro que eles ganharam com os vídeos nos quais o garoto aparece – e muito mais – foram gastos com cuidados médicos para ele.

Entretanto, o chefe de polícia já havia afirmado que a família estava sim sob investigação.

Ela também aproveitou para declarar amor pelo menino e, mais uma vez, pediu perdão por tudo.

Você pode ler a carta na íntegra aqui.