Melhores amigos garantem até R$250 mil para influencers


Melhores amigos já foram uma dádiva. Seu maior presente, os irmãos que a vida te deu, pessoas para quem você poderia contar qualquer coisa. Entretanto, no Instagram eles ganharam um significado completamente diferente.

Eu realmente acredito que a ideia da plataforma era diferente. Pelo menos no começo as pessoas usavam o melhores amigos para compartilhar alguns stories somente com quem fosse próximo.

Uma forma de manter uma certa privacidade dentro desse ambiente público. Porém, isso só durou até alguém ter a ideia de monetizar a ferramenta.

Por isso, agora é possível fazer parte dos melhores amigos de alguns influenciadores digitais. Mas você precisará pagar por isso.

O mercado de melhores amigos

A ideia basicamente é: por quê compartilhar conteúdos pessoais para melhores amigos se eu posso postar assuntos diferentes e cobrar por isso?

Pode parecer que isso não seja algo que dá dinheiro. Mas, se você for um influenciador digital, a realidade é diferente. Aliás, está chamando cada vez mais atenção a quantidade de dinheiro que eles conseguem com isso.

Os influenciadores comercializam os melhores amigos por meio de pacotes. Alguns preferem fazer pacotes mensais, outros já acreditam que os anuais são mais interessantes.

Um dos casos mais famosos foi o da influenciadora Virginia Fonseca. Muitas pessoas fizeram piada com o fato de ela ter anunciado que cobraria R$14,90 por mês para quem quisesse fazer parte do grupo de melhores amigos. Mas só para os 500 que se inscrevessem primeiro.

Podem até ter feito piada, porém isso não muda o fato de que 500 pessoas se inscreveram. Ou seja, que a influenciadora já garantiu uma receita de R$7450 mensais. Isso sem contar com as outras pessoas que não pagarão pelo valor promocional.

O influenciador Raiam Santos foi um dos primeiros a apostar nessa ideia. Segundo ele, no começo o valor era de R$400, coisa que lhe garantiu R$40 mil em um dia.

Porém, ele afirmou que nem imaginou que isso poderia acontecer. Ele disse que ficou desesperado, pois “não sabia o que entregar”. Atualmente, ele compartilha dicas de marketing e estratégias para ganhar dinheiro. E o valor é de R$ 3 mil por ano.

O que vocês acham dessa prática?

Fontes 1 e 2