Pular para o conteúdo

MEI 2019: Saiba das mudanças que afetam o influenciador digital!

Se você é criador de conteúdo e influenciador digital, já possui ou já ouviu falar do MEI, esse artigo certamente vai te interessar, pois fala das mudanças no MEI 2019.

Basicamente, MEI (Microempreendedor Individual) é o profissional que trabalha por conta própria. Além disso, ele possui o faturamento anual de até 81 mil reais.

Esse profissional realiza o pagamento de todos os impostos através de uma única guia de recolhimento chamada DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional). Mas para se enquadrar no MEI é necessário que seu CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) esteja na lista de atividades permitidas nesse regime – e é aí que ocorre a mudança esse ano.

A partir de 1º de janeiro de 2019, algumas atividades MEI foram excluídas. Uma delas, por exemplo, é a atividade de Operador(a) de Marketing Direto Independente (CNAE 7319-0/03).

Isso significa se você, influenciador, abriu sua MEI com essa atividade, terá que alterá-la para Editor de vídeo (CNAE 59.12.0/99). Isso deve ser feito antes de 31 de janeiro de 2019 no Portal do Empreendedor – MEI. Do contrário, será desenquadrado automaticamente do MEI e passará a ser ME (Microempresa).

O que muda no MEI 2019?

Sendo MEI, mensalmente é gerado uma guia de recolhimento de impostos, a famosa DAS, no valor de R$54,90. Esse valor é pago independentemente do faturamento mensal (desde que não ultrapasse o teto de R$81 mil/ano). Já como ME, a porcentagem é de, em média, 6%, porém, essa alíquota se altera conforme o faturamento aumenta.

Outro fator importante que diferencia os dois regimes é que o MEI é obrigado a emitir Nota Fiscal somente para empresas (Pessoas Jurídicas). A ME, por outro lado, passa a ser obrigada a emitir notas fiscais tanto para Pessoas físicas quanto jurídicas.

Ainda ficou com dúvida?

Um exemplo: Suponhamos que você seja MEI e pague durante um ano o DAS no valor de R$54,90. Em um ano, você pagaria R$658,80 em impostos. Já sendo ME, se sua criação de conteúdo rendesse R$5.000,00/mês, durante 12 meses seu faturamento seria de R$60.000,00.

Dessa forma, você pagaria em um ano R$3.600,00 em impostos (utilizando a alíquota de 6%). CINCO vezes mais do que o MEI. Dolorido, né?

#FICAADICA: Sabemos que você, influenciador, foca mais em criar conteúdo e influenciar o máximo de pessoas possível, certo? Que tal receber auxílio de um contador especializado no assunto, enquanto você foca naquilo que sabe fazer de melhor?!

Informação importante

O Portal do Empreendedor ainda não está atualizado com relação às atividades MEI incluídas e excluídas. Porém, as informações aqui escritas são baseadas na Resolução Nº 143 de 11/12/2018, já em vigência desde então.

Fontes 1, 2 e 3

11 de setembro de 2017

Como atrair e engajar público no YouTube?

Todo youtuber adora ver o seu canal crescendo, mas a maioria não sabe o que fazer para que isso aconteça. Como você pode engajar público no Youtube? A primeira pergunta…

22 de agosto de 2018

O que é tela final de vídeo e por que ela é importante?

Tela final no YouTube são os últimos segundos do vídeo. Na verdade, ela não é um recurso obrigatório, porém pode ser muito útil. Essa ferramenta será importante para trazer novos…

4 de abril de 2019

Como e por que tornar a conta do Instagram em comercial?

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como e por quê deve-se tornar a conta do Instagram comercial. A primeira pergunta poderia ser respondida de forma muito simples, já que o Instagram…

8 de maio de 2018

Como fazer vídeos sobre temas que estão bombando

É muito comum no YouTube que produtores de conteúdo usem o hype de algum assunto para ganhar visualizações em seus vídeos. Mas será que é uma boa ideia gravar muito…

Rua Teodoro Sampaio, 2767 Sala 22 - Pinheiros, São Paulo, Brasil - CEP: 05405-250
thais@influu.me | imprensa@influu.me
CNPJ:19.354.277/0001-40

© Copyright influu.me - 2021
Todos os direitos reservados