Instagram desativado – seria uma boa estratégia?


Uma notícia atual é que a influencer Gabriela Pugliesi está com o instagram desativado. Ela fez isso depois da polêmica relacionada à festa durante a quarentena. Mas será que essa é a melhor estratégia?

Para quem não sabe, Gabriela Pugliesi perdeu vários contratos e seguidores por causa de uma festa que violou o isolamento social necessário para o combate ao Covid-19.

Se você não acompanhou essa grande polêmica, pode acompanhá-la melhor por pela notícia que vamos deixar abaixo.

Leia Mais: Gabriela Pugliesi – Covid-19, festa e pedido de perdão

Além dos contratos, a influenciadora precisou enfrentar muitas críticas. Estas, foram feitas por pessoas “anônimas”, mas também, por pessoas públicas.

A coluna do Léo Dias conseguiu falar com a influenciadora. E o que ela disse foi:

“Eu quis sair. Desativei a conta porque preciso dar um tempo de tudo. Aprender com tudo isso, nada mais! Eu to muto mal e vou usar tudo isso para aprender, refletir, evoluir como pessoa e valorizar. Faz parte da vida, e eu como ser humano, estou sujeita a erros e acertos. Só me resta aprender com tudo”.

Mas porque essa estratégia é boa para o momento?

Instagram desativado

Gabriela Pugliesi não foi a primeira influenciadora a desativar suas redes sociais depois de uma polêmica.

Após uma briga com Whindersson Nunes, os influenciadores Carlinhos Maia e Lucas Guimarães saíram do Instagram. Depois de alguns dias, eles reativaram as contas.

Por qual motivo os influenciadores se comportam dessa forma?

Os seguidores que estão revoltados com uma situação sentem a necessidade de falar sobre os seus sentimentos nas contas dos influenciadores. Por exemplo, no caso da Gabriela Pugliesi, nem o pedido de desculpas foi capaz de acalmar os ânimos.

Aliás, a influenciadora chegou a bloquear os comentários no post do vídeo de desculpas. Entretanto, isso não foi o suficiente. As pessoas começaram a comentar em outras postagens.

Considerando-se que ela ainda havia perdido uma série de contratos. Até o momento, sabe-se que Pugliesi pode ter perdido contatos com pelo menos 15 marcas.

Uma dessas marcas foi a Rappi, que se posicionou depois que foi questionado por uma seguidora em rede social

Portanto, se manter fora das redes sociais em um momento como esse pode realmente ser fundamental para um influenciador. O ponto é que as pessoas precisam de um tempo de afastamento para esquecer – pelo menos um pouco – do que aconteceu.

Ou seja, a ideia é permitir que a imagem do influenciador descanse. E, além disso, diminuir o número de comentários referentes ao tema polêmico.

Muitas vezes funciona.

Fontes 1 e 2