Influenciador é preso após tentar roubar domínio à mão armada


Um influenciador norte-americano foi condenado à prisão após ser acusado de um crime inusitado. O influenciador foi até as últimas consequências na tentativa de roubar um domínio da web.

No entanto, o plano não saiu conforme o previsto. E, por isso, ele foi condenado a 14 anos de prisão. Neste post entenda o que aconteceu.

Influenciador tenta roubar domínio

A sentença foi dada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos nesta segunda-feira (16). Entretanto, a história se desenrola desde 2015.

Na época, o então estudante Rossi Lorathio Adams II começou a criar várias contas nas redes sociais com fotos de festas universitárias e estudantes. Ele estudava na Universidade Estadual de Iowa e recebeu o apelido de Polo.

As contas faziam parte da marca State Snaps, criada por ele. E foi justamente a disputa por um domínio relacionado a uma hashtag usada pelo influenciador nessas contas o estopim de tudo.

O influenciador queria o domínio doitforstate.com, que é uma referência a hashtag #DoItForState, bastante usada nas redes sociais por ele. Porém o domínio pertencia a Ethan Deyo, que era desconhecido de Polo.

Foram dois anos tentando comprar o domínio. Porém Deyo não pretendia vendê-lo. Algum tempo depois, ele cedeu e aceitou vender o domínio por US$ 20 mil, mas Polo achou a proposta alta.

Por isso, o influenciador começou a intimidar amigos de Deyo e partir para ameças de violência, até culminar em uma tentativa de roubo à mão armada.

Condenação

Essa abordagem, no entanto, culminaria na condenação de Polo alguns anos depois. Em 2017, ele contratou seu primo Sherman Hopkins Jr para ameaçar Deyo com uma arma.

Quando Hopkins foi atrás do detentor do domínio, além da arma, ele levava instruções para fazer a transferência do endereço da web para Polo.

O plano deu errado e terminou com Hopkins atirando em Deyo e também sendo atingido, após a vítima reagir. O primo de Polo acabou se declarando culpando e foi condenado a 20 anos de prisão.

O influenciador que tentou roubar o domínio foi julgado em abril deste ano. No entanto, a sentença sairia meses depois. Ele foi considerado culpado por “interferir no comércio pela força, ameaça e violência” e recebeu a pena de 14 anos na prisão.

Fonte