Como o influenciador deve agir em campanhas?


Como o influenciador deve agir em campanhas?

O Marketing de Influência é a nova moda para campanhas de marcas. Mas o influenciador deve agir muito bem quando consegue uma campanha.

Devido ao alto custo em mídias como a televisão sem um retorno a altura, as empresas perceberam que há um mercado em plena expansão e que permite obter resultados melhores investindo menos: o mercado de influenciador.

Mesmo após estudar bastante e escolher o influencer correto, as empresas devem pensar em métodos que façam com que aquele produto convença o público.

E para isso, é necessário que os influenciadores se comprometam totalmente com a campanha. Pois para o público ser impactado com aquele conteúdo é necessário ter verdade nele.

Não adianta apenas gastar uma parte do vídeo ou postar uma foto para falar do produto superficialmente. Ou seja, tem que ir além de apenas explicar o que é o produto. Porque isso já é feito há anos na televisão e é disso que o Marketing de Influência difere.

Para passar a ideia de verdade, é necessário que o influenciador realmente conheça as funções do produto, já o tenha experimentado e saiba falar com propriedade o por que o público precisa daquilo.

Dessa forma, é importante que haja uma relação entre o influenciador (ou canal, no caso do YouTube) e o produto.

Relação do produto com o influenciador/canal

Tendo o YouTube como exemplo, não adianta um youtuber de games ou um canal de cinema usar uma parte do vídeo para divulgar sobre produtos de beleza.

Claramente aqueles influenciadores não usam esses produtos, além de o público daquele canal não ser o que deve consumir o que a marca tem a oferecer.

Essa campanha só faria sentido e teria chance de ser bem sucedida se esses canais fossem compostos por mulheres. Pode parecer machista, mas produtos de beleza estão quase sempre relacionados ao público feminino.

Por mais que existam produtos destinados aos homens também. E a mesma lógica vale para o oposto. Não faria sentido uma youtuber de moda fazer uma campanha de aplicativos de cinema ou de um notebook para gamers profissionais.

Mas qual seria a opção correta então? O canal de moda falar sobre os produtos de beleza e o de cinema falar do aplicativo para aquele nicho. Óbvio que nada é tão fechado assim.

Se uma marca de roupa lançar uma linha destinada a personagens de filmes faria muito sentido campanhas tanto com os canais de cinema quanto com os de moda.

O que o influenciador deve fazer e por que?

Voltando para o exemplo de moda, cinema e games. No caso dos produtos de beleza, a influenciadora poderia gravar o vídeo usando as camisetas e os produtos de beleza.

Para o de cinema, estar com as roupas no vídeo e ter uma conta no aplicativo para poder mostrar com propriedade aquilo. Seria uma boa opção até mostrar postagens ou procuras que o próprio youtuber fez naquele aplicativo para deixar claro que ele realmente usa e aprova.

O gamer deveria filmar jogando com aquele notebook específico. Essas práticas facilitariam até na hora de falar o nome da marca. Pareceria algo natural e fugiria da ideia de propaganda e merchandising convencionais.

Pode parecer bobeira, mas procure campanhas de marketing de influência que seguem essa lógica. Você verá que atrai e dá mais vontade de comprar aquele produto.

Vale reforçar que é necessário comprometimento dos influenciadores ao ter pleno conhecimento do produto divulgado. A maioria das marcas levam em consideração os resultados na hora de fazer um contrato desse.

Por isso, não basta apenas assinar o contrato e fazer uma campanha de qualquer jeito. É fundamental estudar e utilizar o objeto da campanha.