Pular para o conteúdo

Google lança YouTube Premium e YouTube Music em 17 países

Na última segunda-feira (18), o Google divulgou que 17 países receberam o YouTube Premium e o Youtube Music. A lista de países é composta por nações da América do Norte, Europa e Ásia. Ou seja, nada de Brasil, por enquanto. Alemanha, Estados Unidos, Finlândia, Nova Zelândia e Suécia são alguns dos países presentes na lista.

Sobre os serviços, o Premium é uma espécie de pacote. Ele traz a plataforma tradicional, mas sem anúncio antes e durante os vídeos. E também séries exclusivas e originais.

Dentro desse pacote, também está incluso o YouTube Music. Esta é plataforma de streaming musical por assinatura do portal de vídeos do Google. Parecido também com o Spotify, será um serviço que possibilita formar playlists e compartilhamentos.

Lançada no final de maio, a plataforma veio para inovar. “Tornar o mundo da música mais fácil de explorar e mais personalizado do que nunca”, explicou Elias Roman, gerente de produto do YouTube Music, sobre o objetivo do serviço.

Nos Estados Unidos, o Premium custa US$11,99. O equivalente a R$45. Já o Music, individual, chega a US$9,99, por volta de R$37, caso convertido. De acordo com as informações do TecMundo, os já assinantes do Google Play Música, serão migrados ao YouTube Music. E os assinantes do YouTube Red para o Premium.

Mas, segundo a publicação, isso ainda não é garantido. Um dos motivos do serviço não ser lançado mundialmente, e só em alguns lugares, seria pela reestruturação das plataformas do site.

O fato do YouTube também passar por diversas mudanças pode fazer com que os dois serviços demorem para chegar em algumas regiões.

Mas e o Brasil?

Por mais que o país esteja de fora da lista inicial, é possível que o serviço chegue ainda este ano por aqui. A CEO do YouTube, Susan Wojcicki, revelou, em fevereiro, que a proposta deles é ter o serviço em pelo menos 100 países, até o fim do ano.

E ainda existe a questão do preço. Apesar dos valores já estabelecidos nos Estados Unidos, por aqui deve ser diferente. Com o crescimento de usuários em sistemas como o Spotify e Apple Music, é possível que seja mais barato do que a conversão direta. Assim, o YouTube pode ter o direito de competir. Isso, se o serviço conseguir apresentar demandas diferentes dos outros.

Youtube Music e os serviços de streaming

A Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI) divulgou dados que mostram um crescimento de 41,1% de usuários em sistemas de streaming, em 2017. Com esse número, os sistemas se tornaram a principal fonte de receita da indústria. Dos US$17,3 bilhões que a indústria faturou ano passado, o streaming reflete 38,4%.

O mesmo efetivou o aumento das receitas das gravadoras em 8,1%, mundialmente. 2017 foi o terceiro ano consecutivo de crescimento. Com esse cenário, o YouTube Music vem para restabelecer o mercado. Mas principalmente, competir com grandes que já fizeram a diferença na indústria.

Com a popularização da plataforma, o novo serviço tende a chamar a atenção, mas ainda assim, precisa mostrar diferenças criativas.

Fontes: 1 e 2

29 de julho de 2019

Copa do Mundo de Fortnite 2019: a prova de que vale a pena investir em gamer

A Copa do Mundo de Fortnite 2019 A Copa do Mundo de Fortnite 2019 acabou de terminar. Porém, as duas duplas de brasileiros não foram muito bem na competição. Isso…

10 de julho de 2020

Likes zerados no TikTok? Entenda o que aconteceu

Se você ficou sem entender o motivo de seu perfil ter aparecido com os likes zerados no TikTok, neste post vamos explicar. Muitos tiktokers foram pegos de surpresa com essa…

12 de novembro de 2017

Você sabe o que é o Facebook?

Sendo uma das redes sociais mais usadas do mundo, com mais de 2,2 bilhões de usuários. E valendo cerca de US$442 bilhões no mercado, o Facebook ainda é uma rede que…

3 de outubro de 2018

Evite fazer publicidade longa no começo do vídeo

O cenário ideal para todo youtuber era não fazer publicidade longa e nem no começo do vídeo. Mas exigir as duas coisas não seria justo com as marcas que investem no…

Rua Teodoro Sampaio, 2767 Sala 22 - Pinheiros, São Paulo, Brasil - CEP: 05405-250
thais@influu.me | imprensa@influu.me
CNPJ:19.354.277/0001-40

© Copyright influu.me - 2021
Todos os direitos reservados