Frequência de vídeos: qual a importância?


Tem muita gente que diz que é preciso manter uma frequência de vídeos. Mas nem todo mundo concorda com isso. Portanto, nós decidimos criar esse post para falar sobre as vantagens dessa prática.

A questão da frequência é especialmente importante para quem está começando. Pois quando você tem uma base de seguidores consolidada, é mais fácil fazê-los voltar, mesmo que eles não saibam ao certo a data de postagem.

Mas e o sininho do YouTube?

Acho que seja um ótimo momento para falar do sininho de notificações. Muita gente pode afirmar que o sininho serve justamente para informar aos inscritos que há um vídeo novo no seu canal. E é verdade.

Entretanto, nós precisamos analisar as situações práticas. Por isso, vamos a um exemplo:

Você criou o seu canal e já está postando vídeos há um mês. O usuário A acaba vendo um dos seus vídeos, ou porque ele recebeu de alguém ou por ter aparecido como recomendado.

O usuário A gostou do seu vídeo e vai dar uma olhada no seu canal. Os outros vídeos também interessam o usuário A e ele pode até se inscrever, entretanto, isso não quer dizer que ele vá ativar o sininho.

Afinal de contas, o usuário A pode estar inscrito em muitos outros canais e ele acabou de conhecer o seu. Portanto, é muito importante que o usuário A consiga entender quais são as datas nas quais os seus vídeos são postados.

Além disso, pode ser que o usuário A nem se inscreva no seu canal. Nesse caso é ainda mais importante ter uma frequência de vídeos.

Qual a melhor frequência de vídeos?

É difícil dizer qual a melhor frequência de vídeos, pois isso varia de acordo com o canal. Porém, existe uma coisa importante a ser levada em conta: qualidade.

Ou seja, não adianta você definir uma frequência de vídeos, postar de acordo com essa frequência, mas fazer um trabalho de pouca qualidade.

Portanto, é bom seguir aquele conselho que diz “não dê um passo maior do que a perna”. Se você trabalha o dia todo ou vai pra escola, por exemplo, não vai conseguir manter uma frequência de vídeos diária. Especialmente se você não possui uma equipe.

Por isso, é importante analisar quanto tempo você pode dedicar para o canal. Mas, não se esqueça de uma coisa: para crescer você precisa manter o seu trabalho e não é bom fazer pausas.

Ou seja, não pense só com as emoções. Quando nós começamos um projeto é muito fácil nos deixar levar pela animação. Por isso, nós tranquilamente podemos pensar que é possível fazer mais posts.

Entretanto, é necessário lembrar que essa animação não vai durar pra sempre. Além disso, você pode ter compromissos em algumas semanas, que atrapalhariam a produtividade e isso não pode acontecer.

Portanto, escolha uma boa frequência de vídeos, que seja compatível com a sua realidade e com os seus compromissos.

E se você fosse um youtuber grande?

No começo desse texto, eu disse que quem tem uma base de seguidores consolidada não precisa ter essa frequência de vídeos.

Acredito que agora chegou o momento de explicar o que eu estava querendo dizer. Alguns youtubers, como é o caso do Castanhari, não possuem uma frequência de vídeos estabelecida.

Mas, no caso desses youtubers é muito mais fácil possuir inscritos que tenham assinado o sininho de notificação. Além disso, essa pessoa já tem seguidores que são como “fãs” e, por isso, eles ficam ansiosos pelas novidades.

Ou seja, o ideal é não ter uma frequência de vídeos somente se você tiver certeza de que manterá suas views independente do tempo que você demora para postar.