Pular para o conteúdo

Festas na pandemia: perfil viraliza ao denunciar aglomerações

Um perfil criado no fim de 2020 está denunciando festas realizadas durante a pandemia de coronavírus. Feita há pouco mais de uma semana, a conta do Instagram já reúne 255 mil seguidores.

Mas, por que o perfil cresceu tão rápido e quais lições ele pode ensinar para quem está começando? Neste post, contamos mais sobre a proposta do @brasilfedecovid e respondemos a perguntas que podem ajudar criadores de conteúdo.

Leia também: Coronavírus: o que as redes sociais estão fazendo para ajudar no combate à pandemia?

Festas na pandemia

Há pouco mais de 7 dias no ar, o perfil já reúne diversos seguidores. E, com uma simples olhada no feed já é possível ver diversos vídeos e fotos sobre aglomerações em festas.

Mas isso tudo não é surpresa. Afinal, de acordo com levantamento do Datafolha, o mês de dezembro registrou o menor nível de isolamento social desde abril de 2019.

Praias, bares, centros comerciais e locais públicos têm tido aglomerações, mesmo quando se fala em uma segunda onda do coronavírus. E isso não mudou quando a virada do ano se aproximou.

E é neste contexto que a página brasilfedecovid surgiu. O perfil faz denúncias para mostrar aglomerações e até festas clandestinas que reúnem centenas de pessoas.

Mas, como o perfil pode ajudar criadores de conteúdo que estão começando e querem crescer? A seguir, mostramos 5 pontos com as quais você pode aprender. Veja.

5 dicas por trás do sucesso

Tema relevante

Antes de qualquer coisa, escolha um tema que tenha relevância. O perfil de exemplo fala de um tema que está em alta – e que inclusive está entre as hashtags mais usadas em 2020.

Leia também: Hashtags mais usadas em 2020: você sabe quais são?

Propósito

Entretanto, não basta apenas ter um tema relevante. É preciso ter um propósito. Dessa forma, as pessoas conseguirão facilmente atribuir um sentido ou necessidade ao seu trabalho.

No caso do perfil que denuncia festas na pandemia, o propósito é trazer a público aglomerações que estão acontecendo em um momento em que se pede respeito ao isolamento social.

Público bem definido

Outro ponto é saber bem qual é o seu público. Por exemplo, apesar do perfil brasilfedecovid denunciar festas em todo o país, o público não é todo o Brasil. No caso, o público é formado de pessoas conscientes em relação à pandemia e que aprovam – e cumprem, dentro de suas realidades – o isolamento social.

Frequência

Além dos três pontos abordados até aqui também é importante ter frequência. No caso do perfil citado, são feitos diversos posts ao longo do dia. Afinal, em uma semana já há mais de 250 publicações.

Formatos

E, por último, vale lembrar que é importante apostar em diferentes formatos. Então, use tanto posts com imagens, carrosséis e vídeos. No entanto, não esqueça de outros formatos, como stories, IGTV e reels.

Fonte

18 de dezembro de 2018

YouTube transforma jovens inscritos em novos criadores

Já virou costume dos textos do portal dizerem que o YouTube é, atualmente, um fenômeno. Com bilhões de usuários e recheada de conteúdos, a plataforma hoje também forma novos criadores.…

1 de outubro de 2020

Rato Borrachudo: entenda porque o canal pode acabar

No dia 3 de janeiro de 2007 foi criado o canal do Rato Borrachudo. Mas uma polêmica pode motivar o fim do canal. Você sabe o que está acontecendo? O…

12 de agosto de 2019

Marina Joyce – mais uma vez em perigo

Marina Joyce Se você tem costume de usar a internet há algum tempo, com certeza já ouviu falar em Marina Joyce. A youtuber foi centro de um polêmica em 2016.…

15 de janeiro de 2021

#OxigênioParaManaus: influenciadores se unem nas redes sociais

Manaus vive um colapso no sistema de saúde. Sem cilindros de oxigênio, pessoas com Covid-19 estão morrendo sufocadas. Por isso, a população tem chamado atenção para o caso com a…

Rua Teodoro Sampaio, 2767 Sala 22 - Pinheiros, São Paulo, Brasil - CEP: 05405-250
thais@influu.me | imprensa@influu.me
CNPJ:19.354.277/0001-40

© Copyright influu.me - 2021
Todos os direitos reservados