fbpx
Pular para o conteúdo

Facebook está pagando para ter tiktokers no Instagram?

A notícia de que o Facebook estaria pagando tiktokers para migrarem para o Instagram tem se espalhado por diversos portais de notícias. Afinal, ora ou outra, a rede social de Mark Zuckerberg aparece com estratégias para bater de frente com o TikTok.

Mas, isso de fato tem acontecido? O Facebook está realmente pagando criadores de conteúdo do app chinês para deixarem a rede social? Neste post falamos sobre o assunto e contamos todos os detalhes.

O boom do TikTok

Um dos grandes rivais das redes sociais de Zuckerberg, o TikTok tem se destacado cada vez mais. Afinal, desde 2019 a mídia passou a dar uma atenção especial ao app, por conta de sua popularidade crescente.

Hoje, a rede social reúne um número expressivo de jovens, além de atrair as marcas também. E é evidente, no entanto, que esse crescimento não passaria despercebido pelos concorrentes.

Justamente por isso, o Instagram tem incorporado nossas formas de criação e edição de conteúdo – como o Cenas (ou Clips) e, mais recentemente, o Reels.

Mesmo assim, há uma diferença expressiva entre melhorar a plataforma para comportar novas possibilidades e “comprar” os usuários da concorrência. Por isso, vamos explicar exatamente qual tem sido a atual estratégia do Instagram para bater de frente com o TikTok. Veja a seguir.

Grandes tiktokers no Instagram

Segundo o Wall Street Journal, o Facebook, de fato, está atrás de tiktokers. E isso porque a rede social começou a procurar os usuários mais populares do app chinês.

Fazendo promessas lucrativas, o objetivo, de acordo com o Wall Street Journal, é conter o crescimento do concorrente.

Para isso, além das atualizações de recursos no Instagram, o Facebook tem falado com usuários famosos no TikTok. Dessa forma, a rede social de Zuckerberg tem os convidado para serem criadores exclusivos do Facebook e Instagram.

Ou então para que priorizem essas plataformas ao postarem conteúdo – o que, na prática, isso significa postar primeiramente no Reels e só depois no concorrente.

Essa medida do Facebook, no entanto, veio após o TikTok ter anunciando que destinaria US$ 200 milhões para manter usuário no apps. A ideia do aplicativo era justamente remunerar creators maiores de 18 anos que postam com frequência.

Fonte

Facebook Comments Box
30 de agosto de 2018

Facebook Watch, o “YouTube do Facebook”, é oficialmente lançado no Brasil

Anunciado em agosto de 2017, o Facebook Watch foi finalmente lançado globalmente na última quarta (29). A plataforma é o novo projeto do site para competir com o YouTube, oferecendo…

21 de agosto de 2018

Frequência é realmente importante no YouTube?

Já falei diversas vezes aqui sobre a necessidade de ter frequência de postagens no YouTube. Mas ao analisar um pouco o assunto, comecei a me questionar se isso é mesmo…

21 de janeiro de 2019

Conheça os principais easter eggs do YouTube

Sabemos que o YouTube é uma plataforma gigantesca. Tanto que é classificada como a maior rede de compartilhamento de vídeos da internet. E por isso, ela guarda alguns segredos dos…

3 de novembro de 2017

Como o Jump Cut pode tornar seu vídeo mais dinâmico

Não são apenas os influenciadores iniciantes que cometem erros na hora de editar os vídeos. Aliás, frequentemente isso acontece também com os youtubers mais famosos. Sobretudo na técnica do jump…

Rua Teodoro Sampaio, 2767 Sala 22 - Pinheiros, São Paulo, Brasil - CEP: 05405-250
thais@influu.me | imprensa@influu.me
CNPJ:19.354.277/0001-40

© Copyright influu.me - 2021
Todos os direitos reservados