Estudo revela quais redes sociais mais espalham fake news


Que as redes sociais são usadas para espalhar fake news (notícias falsas, em português) nós sabemos. Mas quais são as plataformas mais usadas para esse fim?

Essa pergunta já tem uma resposta, depois que foi lançado o resultado de uma pesquisa sobre o tema. Neste post, entenda mais sobre o estudo e descubra quais são as redes sociais mais usadas para disseminar fake news.

Leia também: Pesquisa Ibope: a relação entre brasileiros e influenciadores digitais

Redes sociais e fake news

Um estudo feito pelo Instituto Reuters está sendo considerado o mais importante sobre jornalismo e novas tecnologias. Chamado de “Relatório de Notícias Digitais 2020” a pesquisa traz informações importantes e recentes sobre o alcance das informações por meios online.

Realizado com mais de 80 mil pessoas em 40 países, o objetivo do estudo foi saber mais sobre a relação entre redes sociais e fake news. Por isso, um dos resultados foi justamente mostrar quais plataformas são mais usadas para o repasse de notícias falsas.

E o resultado foi que o Facebook e o WhatsApp são as redes mais usadas para difundir conteúdo falso.

Dos entrevistados, 29% se mostraram preocupados com o alcance de informações falsas no Facebook, 6% no YouTube e 5% no Twitter. Já em relação aos aplicativos de mensagem, o WhatsApp foi o mais mencionado.

Além disso, no Brasil o Whatsapp foi citado como principal meio de transmissão de fake news (35%), enquanto o Facebook ficou em segundo (24%).

Posicionamento das redes sociais

Após a divulgação do estudo, o Facebook se pronunciou por meio de uma nota.

A rede social disse que tem se comprometido a combater desinformação. “Em abril colocamos marcações de notícias falsas em cerca de 50 milhões de postagens em todo o mundo, removemos milhares de conteúdos que poderiam levar a danos no mundo real”.

E você, já viu fake news em outras redes sociais que não foram citadas nesse post? Então, entre em contato pelo Instagram da influu e deixe seu comentário.

Fonte