Pular para o conteúdo

Distanciamento social e influência – mudanças durante a pandemia

Distanciamento social

O Brasil está reabrindo depois da quarentena. Mas o distanciamento social já mudou muita coisa na sociedade. E o que mudou no marketing de influência até agora?

Durante a pandemia nós fomos privados do nosso direito de sair de casa. Por isso, o consumo de redes sociais aumentou muito. Além disso, a produção de conteúdos também se tornou maior, bem como a qualidade – ou pelo menos na maioria dos casos, a qualidade acompanhou a quantidade.

Além disso, há o fato de que as marcas também mudaram de comportamento para poder atingir o consumidor. Da mesma forma, os consumidores também mudaram e, por isso, o estilo de comunicação precisou ser diferente.

Distanciamento social dos influenciadores

Os influenciadores precisaram mudar a forma de criar conteúdo durante a pandemia. Afinal se tornou necessário focar em improvisações e em conteúdos criados apenas dentro de casa.

Além disso, também se tornou mais comum o compartilhamento de atividades rotineiras dos influencers, mesmo dos que trabalhavam com viagens.

Portanto, os conteúdos estiveram mais relacionados a hobbies e vida em quarentena.

Além disso, o número de lives diárias também aumentou muito. Por isso, também foi possível aumentar o diálogo com os seguidores.

As marcas

O posicionamento das marcas também mudou muito com a pandemia. Foi necessário ir até o consumidor, mas sabendo que essas pessoas não podem sair de casa.

Além disso, foi preciso pensar que atores e profissionais de marketing também não podiam sair. Portanto, foi necessário utilizar as redes sociais e, além disso, o marketing de influência.

Mas nesse momento também foi preciso pensar que o consumidor brasileiro – e o mundial – está passando por um momento de crise. Por isso, as campanha se tornaram menos ostensivas.

Os consumidores

Os consumidores brasileiros iniciaram sua vida no e-commerce. Segundo um estudo da Mastercard, no Brasil, o e-commerce cresceu 75% no mês de maio.

A causa disso – obviamente – foi a pandemia. Por isso, é possível dizer que o consumidor atual é diferente do que era em janeiro de 2020. Especialmente pelo fato de que as compras começaram a ter muito mais foco no que é essencial.

Além disso, muitos consumidores passaram a se preocupar com o posicionamento das marcas e dos influenciadores perante a pandemia.

Ou seja, é preciso estar na internet, mas também tendo o cuidado com a forma como isso é feito. Muita gente perdeu seguidores por causa de festas.

Fontes 1 e 2

1 de agosto de 2018

Entenda porque manter a fidelização é melhor que conquistar público novo

Todo influenciador sabe como a fidelização é fundamental para manter o crescimento do seu canal. Mas gera aquela dúvida. Será que compensa manter a fidelização ou é melhor conquistar novos…

17 de maio de 2019

Felipe Castanhari terá uma série própria na Netflix

Após 4 meses sem postar um vídeo no YouTube, Felipe Castanhari, do canal Nostalgia, chega com uma novidade: ele será como um showrunner de uma nova série original da Netflix.…

15 de fevereiro de 2018

Por que os youtubers dependem do Marketing de Influência?

Youtubers dependem do Marketing de Influência. Mas, mesmo assim a profissão youtuber até hoje é famosa por ser uma maneira rápida e simples de ganhar dinheiro. Óbvio que não é…

5 de junho de 2020

Conheça 5 macetes para arrasar como tiktoker

Você quer se destacar como tiktoker? Então, nada melhor do que conhecer a fundo a rede social. E, para isso, o ideal é dominar macetes que podem ajudar na criação…

Rua Teodoro Sampaio, 2767 Sala 22 - Pinheiros, São Paulo, Brasil - CEP: 05405-250
thais@influu.me | imprensa@influu.me
CNPJ:19.354.277/0001-40

© Copyright influu.me - 2021
Todos os direitos reservados