Conheça as vantagens do uso da computação em nuvem


Computação em Nuvem

O discurso sobre a computação em nuvem ser algo passageiro já pode ser jogado no lixo. Isso porque a tecnologia só cresceu nos últimos anos e hoje está presente nos mais diversos setores. O motivo? Ela oferece duas características fundamentais, que é agilidade e segurança.

De acordo com um estudo do MIT (Massachussetts Institute of Technology), três entre quatro executivos de TI ficam mais confiantes com a tecnologia.

Tanto que, nos próximos anos, a expansão de uso da tecnologia em nuvem vai permitir que startups e empresas de médio porte ganhem agilidade para entrar na competição do mercado.

Isso porque a tecnologia oferece o uso de servidores para armazenamento de dados e softwares remotamente, pela internet. O que permite que empresas passem a eliminar gastos com a compra de hardwares para montar sua própria infraestrutura de data center.

No caso, a nuvem permite que o usuário pague somente pelos recursos utilizados. Isso dá mais flexibilidade para aumentar ou diminuir a demanda.

Diante todo material produzido por youtubers e influenciadores, além de suas próprias contas nas redes, as qualidades trazidas pela nuvem são as mais procuradas.

Por isso, vamos mostrar o que você, como produtor de conteúdo na internet, tem a ganhar com o uso da computação em nuvem.

E saiba que ela pode fazer a diferença em qualquer outro negócio.

Foco na transformação digital 

A experiência do consumidor está cada vez mais focada nos meios digitais, algo que é óbvio. Seja através de aplicativos, wearables ou redes sociais, todos oferecem praticidade para a resolução de tarefas, seja a mais simples ou a mais complicada delas.

Por isso, o uso da nuvem está se tornando cada vez mais a escolha de infraestrutura para companhias ou donos de negócios que necessitam se desenvolver. Ou se adaptar a uma realidade de negócios mais competitivos. Assim, facilita aquilo que um influenciador precisa sempre buscar: oferecer soluções práticas e simples aos usuários.

Big Data 

Big Data (análise e a interpretação de grandes volumes de dados) oferece decisões de negócio mais assertivas. Justamente por se basear em dados sobre o comportamento do consumidor e do mercado em si. A partir do momento que você consegue cruzar todas as métricas de seus consumidores, fica mais fácil entender como chamar ainda mais atenção deles para o seu negócio.

Já é fácil dizer que a concorrência futura entre os negócios vai se dar entre quem consegue gerar insights mais poderosos a partir do aproveitamento do mar de informações. A vantagem que a nuvem oferece nesse quesito é o potencial de armazenamento e processamento, que é muito maior, comparado a um data center padrão.

O problema hoje é conseguir lidar, de maneira equilibrada, com as diversas plataformas de dados que não se alinham. Por isso, a nuvem funcionaria como uma aliada para reunir todas essas informações.

Inteligência artificial 

Gostamos de mostrar aqui o quanto essa é uma realidade cada vez mais próxima. Até porque o uso da inteligência artificial ajuda a transformar o grande volume de dados em insights de qualidade. E em tempo real. Recursos como o Machine Learning permitem análises que conseguem resolver problemas complexos de maneira mais correta e rápida.

De acordo com um estudo realizado pelo IDG, 200 líderes de TI utilizam a estratégia para:

  • Análise de segurança, riscos e fraudes
  • Gerenciamento de recursos (não financeiros)
  • Análise preditiva
  • Comunicações automatizadas com o cliente
  • Processamento automatizado de transações
  • Gerenciamento de suprimentos e logística

Domínio da Internet das Coisas 

Com a chegada do 5G no mercado, atrasos de transmissões serão ainda menores. Isso vai permitir que bilhões de dispositivos inteligentes e sensores passem a enviar dados em tempo real para todo o ecossistema da Internet das Coisas.

Ou seja, essa tecnologia vai trazer novos níveis de eficiência para setores da indústria. Principalmente no aumento da produção de dados. E no centro dessa transformação, estará a computação em nuvem, que trará flexibilidade e escabilidade no armazenamento e análise das informações.

No momento, a Internet das Coisas está impactando três áreas de negócios:

  • Indústria: sensores conectados permitem que técnicos de uma fábrica acessem informações em tempo real sobre performance de equipamentos. Portanto, é mais fácil prever uma possível falha.
  • Saúde: dispositivos wearables ajudam a monitorar sinais de saúde e enviar os dados em tempo real para a nuvem. Ou seja, uma forma de colaborar com os médicos.
  • Varejo: gerenciamento ao vivo do inventário do e-commerce permite que produtos sejam localizados rapidamente nos estoques, o que garante mais agilidade.

Revolução no TI

Adoção de soluções em nuvem é um dos processos mais importantes para os departamentos de TI. Isso porque a área passar a gastar menos tempo, por estar focada em simplesmente manter as coisas funcionando, como checar invasões, fazer backup ou revisar códigos.

Segurança

No momento que o número de dados armazenados aumenta, as ameaças também aumentam. O que preocupa líderes de TI. No entanto, as soluções em nuvem são mais inteligentes e mais rápidas. Isso porque muitas incluem recursos de segurança avançados para já ficarem à frente de possíveis ameaças.

E é bem possível ser uma grande tendência entre as empresas. Até porque 64,9% dos profissionais de TI (de acordo com o Google Cloud), acreditam que a nuvem tenha uma segurança igual ou maior que os sistemas internos de TI.

FONTE