Pular para o conteúdo

Como ganhar dinheiro com poucos inscritos no YouTube?

É possível ganhar dinheiro mesmo sem muitos inscritos. O AdSense paga cada vez menos e ninguém sobrevive na plataforma só com essa parceria.

O Marketing de Influência é a melhor opção e que paga melhor, mas apesar de as empresas estarem vendo microinfluenciadores como ótima opção para campanhas, não é tão fácil atrair a atenção dessas marcas, até porque são milhões de youtubers de tamanho parecido nessa “disputa”.

Sem essas duas formas de monetizar, como ganhar dinheiro como influenciador? Tudo vai depender do seu público. Você precisa ter pelo menos uns 10 mil inscritos, sendo grande parte deles engajados e interessados pelo seu conteúdo.

Tendo isso, você deverá pensar por que e do que essas pessoas gostam nos seus vídeos. Terceiro, que tipo de produtos exclusivos pagos você poderia fazer para esse público.

Pode parecer loucura, mas conteúdo exclusivo para os seus inscritos funciona muito bem. Basta você entender o seu público e seus interesses. Vejamos alguns exemplos aleatórios e diferentes para nichos distintos:

Canal que ensina youtubers:

Esse é de longe o caso mais recorrente. Alguns youtubers têm cursos e consultorias para ensinar youtubers iniciantes. O melhor exemplo é Caique Pereira, do Escola para youtubers.

Gamers:

Aulas exclusivas que ensinem o público a jogar determinados jogos. Diferente do gameplay convencional, seria algo mais educativo.

DIY:

 O do it yourself já é um modelo de vídeo que ensina as pessoas a fazer algum produto, mas se você tiver um público engajado pode criar aulas baseadas em ideias que o seu próprio público tenha. Nesse caso, você poderia ensiná-los quase que individualmente.

Cinema:

Canais de cinema geralmente são um prato cheio para vender produtos. Mas há uma opção ainda mais interessante que são os clubes de cinema. Nele, as pessoas pagam por um material exclusivo, além de críticas diferenciadas e dias para assistir a filmes e participar de discussões em grupo pessoalmente com o youtuber.

É quase a mesma ideia de ser padrinho de um canal, mas com maior interação. Outra opção ainda é vender produtos do seu canal, como camisetas, canecas, bonés, etc. Mas para isso você precisa ter certeza que o público comprará, senão você poderá perder dinheiro no processo.

Tags
Compartilhe
31 de julho de 2019

Fotos de Insta: influenciadora mostra que nem tudo é perfeito

As fotos de Insta O Instagram está cheio de fotos. Inclusive, cada vez mais pessoas procuram formas mais criativas para suas fotos de Insta. Porém, isso não significa que as…

27 de março de 2018

Dicas para Collab no YouTube

Dicas para Collab Muitos youtubers argumentam que fazer collab não é uma boa opção para crescer na plataforma. Mas mesmo assim nós temos umas dicas para collab. Segundo alguns youtubers,…

25 de fevereiro de 2018

O que é Facebook?

Antes de entender o que é Facebook, vamos entender como foi criado.A rede social nasceu em fevereiro de 2004 com base na Universidade de Harvard. Foi criado por Mark Zuckerberg,…

23 de março de 2018

Somos todos influenciadores digitais?

Artigo de opinião de Catherine Kachvartanian* As marcas tem investido pesado nos Influenciadores Digitais (vamos chamar de ID em algumas partes do texto). Você provavelmente já ouviu esse termo. Mas afinal,…

Rua Teodoro Sampaio, 2767 Sala 22 - Pinheiros, São Paulo, Brasil - CEP: 05405-250
thais@influu.me | imprensa@influu.me
CNPJ:19.354.277/0001-40

© Copyright influu.me - 2020
Todos os direitos reservados