fbpx
Pular para o conteúdo

Como funciona o algoritmo do YouTube

O desempenho do algoritmo do YouTube é um segredo guardado a sete chaves. Ninguém, além de funcionários do próprio YouTube, sabem como realmente funcionam os algoritmos.

Não existe um único algoritmo, mas um grupo deles que analisa quais vídeos são relevantes.

Enquanto isso, antes de seguir a leitura, temos uma dica para turbinar os resultados no Youtube e bombar as suas views. Veja abaixo o que preparamos para você:

Afinal, o que é algoritmo?

Vamos começar com termos técnicos. Algoritmo é “uma sequência lógica, finita e definida de instruções que devem ser seguidas para resolver um problema ou executar uma tarefa”.

Em termos fáceis. No YouTube, o algoritmo verifica se o vídeo encaixa na busca feita pelo usuário. Entender algoritmo ajuda você a criar conteúdo relevante.

Para isso, vamos entender como ele atua dentro da plataforma. O sistema do YouTube possui 4 pontos conectados: audiência, criadores de conteúdo, marcas e a própria plataforma.

Quando a marca anuncia no YouTube, ela deixa que o algoritmo escolha o melhor canal e vídeo para anunciar o produto ou serviço. O pronto principal do algoritmo é a audiência. Ele oferece a melhor experiência para quem está assistindo.

São dois objetivos: o primeiro é achar o vídeo mais adequado para o que se procura. O segundo é fazer com que o usuário assista cada vez mais conteúdo através de “vídeos sugeridos” . Ou seja, aquela barrinha ao lado direito na página do YouTube.

O algoritmo pega o histórico de vídeos que você assistiu e o histórico de busca para sugerir mais conteúdo. Ok. Entendemos como o YouTube entrega conteúdo para a audiência.

Mas como o criador pode tirar proveito do algoritmo?

A métrica mais importante para a plataforma é o watch time ou retenção: tempo que as pessoas passam assistindo e/ou interagindo com o vídeo.

Porém, dentro dessa métrica, há elementos importantes como começo/duração de sessão e frequência de postagem. Entenda:

Início de sessão:

Toda vez que um vídeo traz alguém de fora do YouTube para dentro da plataforma, entende-se que o vídeo tem conteúdo bom, e você ganha pontos com o algoritmo.

Duração de sessão:

Não é apenas o tempo que o usuário passa assistindo ao seu vídeo. Mas o tempo que ela passa no canal e as interações (comentários, curtidas, compartilhamentos, adicionar o vídeo a uma playlist, etc).

Final de sessão:

Se você coloca links no final do vídeo que tiram os usuário da plataforma, o algoritmo entende que não é o melhor conteúdo parar estar sugerido ou rankeado (posição de aparecimento das buscas) no YouTube.

Frequência de postagem:

Ser planejar e postar com periodicidade faz com o que o algoritmo goste do seu conteúdo. O YouTube prioriza canais que estão sempre em atividade. Leve em consideração que o histórico de visualização e pesquisa de cada espectador influência no algoritmo, mas desenvolver esses 4 pontos melhorará o desempenho do seu canal.

Teve alguma dúvida na leitura? Então, deixe nos comentários abaixo e aproveite para compartilhar este artigo nas suas redes sociais.
Preparamos um e-book gratuito para você otimizar o seu YouTube. Clique abaixo e faça o download.

Facebook Comments Box
7 de agosto de 2018

O que é a regra dos 10% no YouTube?

Citei no texto "Como avaliar o engajamento de um influenciador?" o termo regra dos 10%. Apesar de ser pouco falada, essa expressão é uma das mais utilizadas na hora de…

11 de julho de 2018

Os maiores youtubers franceses

Ninguém para a França nesta Copa do Mundo. No próximo domingo (15) vai rolar a final e os olhos estão voltados para este país. Pensando nisso, descobrimos quem são os maiores youtubers…

4 de julho de 2018

Conheça o “booktuber” Sr. Livrada

Você já ficou muito tempo sem ler porque não tinha ideia de qual livro comprar? Então precisa conhecer um booktuber! É com a proposta de difundir literatura de boa qualidade…

27 de junho de 2018

4 maiores canais LGBT do YouTube Brasil

A diversidade no audiovisual vem crescendo. Por isso, no YouTube não é diferente. No Brasil, canais LGBT trazem discussões necessárias do nosso cotidiano. E por esse crescimento ser significativo em…

Assine nossa newsletter e receba novidades!