Badabun – influenciadores de canal do YouTube denunciam assédio e abusos


Badabun é um canal mexicano. Com mais de 42 milhões de inscritos, o canal de entretenimento se tornou um império. Mas parece que tudo está prestes a ruir.

Um dos grandes sucessos do canal são os vídeos de “escândalos”. Eles possuem vários quadros e o mais famoso é o “Exponiendo Infieles”, em português ‘expondo infiéis”.

Ele consiste basicamente em enviar os youtubers do Badabun para encontrar casais na rua. Eles oferecem uma quantidade de dinheiro para fiscalizar celulares e procurar provas de infidelidade.

Porém, parece que chegou o momento de os podres do Badabun serem expostos da mesma forma.

Badabun

O canal Badabun foi criado há mais de dez anos e é o maior em língua espanhola. No começo, se tratava de um blog que continha textos e vídeos. Além disso, se tratava de um blog que conseguia atingir 50 milhões de visitas mensais.

Por isso, o criador da página César Morales resolveu que era momento de ir para o YouTube. Assim, o time de criadores do blog Badabun, se tornou um time de roteiristas que tinha o objetivo de criar quadros que fossem bem diversos.

Assim o Badabun se consolidou como um canal que tinha quadros que iam desde o resgate de cachorros em situação de rua a paródias musicais.

Mas qual será o futuro?

O mês de dezembro começou conturbado para o canal, pois muitos dos integrantes revelaram as mentiras por trás do sucesso. As revelações começaram a surgir em um vídeo gravado pelos participantes Kim Shantal, Alex Flores, Queen Buenrostro, Dani Alfaro, Kevin Achutegui e Juan De Dios Pantoja.

No vídeo, eles revelam que o canal é um lugar de abusos. Segundo os ex integrantes do Badabun, a empresa impediu que eles cuidassem da própria carreira e até mesmo de suas vidas pessoais.

No decorrer dos anos vários integrantes formaram casais. Entretanto, eles eram obrigados pelo CEO do canal, com a intenção de aumentar a publicidade em torno do projeto.

O fotógrafo também afirmou que jamais recebia créditos por seu trabalho. Além disso, eles disseram que, ao assinar contrato com o Badabun tiveram que entregar todos os logins e senhas das redes sociais.

Por isso, muitos deles perderam vídeos e fotos pessoais. César Morales foi acusado de ter sido o autor dessas exclusões.

Ele também foi acusado de assédio sexual perante algumas das youtubers. Segundo elas, César dizia que elas deveriam sair com ele se quisessem aparecer mais nos vídeos.

Inclusive ele teria dito que havia feito sexo com uma das meninas. Nesse dia, ela havia faltado em uma reunião e ele aproveitou para espalhar este boato.

Nem mesmo os animais que eram salvos nos vídeos do canal foram deixados de lado. Os participantes afirmaram que César deixava os cachorros em uma situação pior, jogando lama neles, por exemplo, para que os vídeos ficassem mais emociantes.

No dia 12 de dezembro, o Instagram do Badabun anunciou que César havia sido removido da posição de diretor geral do canal. Entretanto, alguns jornais especulam que ele tenha saído do México com medo de ser preso.

Será que o Bababun tem futuro depois disso?

Fontes 1, 2 e 3