Pular para o conteúdo

Anúncios de áudio no YouTube: opção para atrair o público

O que você faz no YouTube? Algumas pessoas assistem a vídeos. Outras só querem ouvir músicas ou podcasts. Por isso, anúncios de áudio no YouTube serão possíveis.

A plataforma está em busca de formas de engajar o seu público. Mas agora a ideia é fazê-lo de uma forma que agrade as pessoas que apenas escutam os vídeos.

Leia Mais: Podcast no Spotify: opções de anúncio vão aumentar

Afinal, por mais que o YouTube seja uma plataforma focada em vídeos, nem todo mundo utiliza o site para ver vídeos completos. Aliás, uma das maiores provas disso são os vídeos que só contém uma foto e o foco está no áudio.

Quando a plataforma anunciou que permitiria a presença de anúncios de áudio no YouTube, a justificativa para isso foi:

“Seja para se exercitar na sala de estar antes do jantar, ouvir a um podcast ou um show virtual em uma noite de sexta-feira, as pessoas estão cada vez mais acessando o YouTube à medida que passam mais tempo em casa.

Para ajudar (os anunciantes) a adaptar a abordagem de mídia e criativa às diferentes maneiras como os consumidores se envolvem com o YouTube, estamos apresentando os anúncios de áudio no YouTube… ”

É interessante observar que os anúncios de áudio são recomendáveis para canais que não tem foco nos vídeos. Entretanto, isso não significa que eles sejam exclusivos para esse formato.

Afinal, algumas pessoas preferem apenas ouvir os vídeos, mesmo que eles contenham imagens.

Anúncios de áudio no YouTube

Os anúncios de áudio no YouTube devem funcionar da mesma forma que no Spotify. A grande questão é que, como a mensagem não se apoia em imagens, é mais fácil segurar a atenção de um ouvinte.

O YouTube fez testes que comprovaram que os anúncios de áudio aumentaram o nível de atenção em 75%.

Por isso, os anúncios de áudio no YouTube estão na fase beta. Disponíveis em leilão no Google Ads e Display & Video 360 com base no CPM.

Inicialmente o foco é nos canais de música. Afinal – segundo a plataforma – as principais pesquisas no site são relacionadas a música. Além disso, os ouvintes de conteúdo musical, costumam ouvir pelo menos 10 minutos diários.

Há também que se levar em consideração a quantidade de lives que ainda estão sendo feitas por artistas. Isso aumenta os conteúdos e, consequentemente o tempo de permanência dos usuários na plataforma.

Diferente do Spotify e do Amazon Music, por exemplo, o YouTube permite que os artistas façam lives e deixe-as gravadas à disposição do público.

Leia Mais: YouTube Music e Spotify: Qual streaming é melhor?

Portanto, esse é um ótimo atrativo para marcas.

Fonte

21 de outubro de 2019

Jovens brasileiros e a internet – pesquisa surpreende

A relação entre os jovens brasileiros e a internet foi estudada. Essa foi a 3ª edição da pesquisa Juventudes e Conexões e se você pensa que sabe tudo sobre o…

13 de abril de 2021

Vídeos no Linkedin: a apresentação de candidatos será diferente

Opção de vídeos no Linkedin é baseada em estudo Os usuários poderão acrescentar vídeos no Linkedin como forma de apresentação. Essa nova ferramenta é gerada a partir de uma necessidade…

29 de julho de 2019

Copa do Mundo de Fortnite 2019: a prova de que vale a pena investir em gamer

A Copa do Mundo de Fortnite 2019 A Copa do Mundo de Fortnite 2019 acabou de terminar. Porém, as duas duplas de brasileiros não foram muito bem na competição. Isso…

5 de outubro de 2020

People’s Choice Awards terá categoria para premiar influencer do Brasil

O mês de outubro começou com excelentes notícias para os influenciadores brasileiros. Afinal, uma das premiações mais prestigiadas, a People's Choice Awards, anunciou que este ano terá uma categoria especial…

Rua Teodoro Sampaio, 2767 Sala 22 - Pinheiros, São Paulo, Brasil - CEP: 05405-250
thais@influu.me | imprensa@influu.me
CNPJ:19.354.277/0001-40

© Copyright influu.me - 2021
Todos os direitos reservados