Abuso infantil volta a ser polêmica no YouTube


Abuso Infantil

Abuso infantil é o centro de uma nova polêmica no YouTube. Mais uma vez a discussão é a respeito de limites na busca por views. Portanto, os produtores de conteúdo devem pensar cada vez mais antes de fazer as postagens.

Abuso infantil – ou maus tratos – é um conceito muito complicado de explicar. Por mais que pareça simples, a ideia e, portanto, as penas podem variar muito entre países.

O que, geralmente, se concorda é que é abuso infantil qualquer coisa que possa causar danos físicos, psicológicos, emocionais ou de saúde a uma criança.

No Brasil, questões relacionadas a maus tratos infantil são de responsabilidade do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente. Mas nosso caso não aconteceu no Brasil e, por isso, não vamos focar nas questões do nosso país.

O vídeo

Dessa vez a polêmica aconteceu com influenciadores do Egito. Ahmed Hassan e Zenap Mohamed são um casal e eles têm uma filhinha chamada Aileen.

O pai dela, Ahmed tem um canal há dois anos. Ele começou sozinho com vídeos de comédia, mas mudou para vlogs depois de ter se unido à sua esposa.

Atualmente o canal tem mais de 3 milhões de seguidores. Além disso, o vídeo pelo qual eles foram acusados de abuso infantil tem mais de 4 milhões de visualizações.

No vídeo Aileen está dormindo e seus pais ficam apertando suas bochechas, chamando o seu nome e balançando seus braços até ela acordar chorando. Essa ação se repete várias vezes.

Sempre que a neném chora, os dois dão risada, mostram a menina para câmera e nunca fazem nada para acalmá-la.

Por mais que não dê para entender o que eles estão falando é possível perceber o que irritou os seguidores do casal.

Aliás, falando dos seguidores, foram eles que denunciaram o casal por abuso infantil. Eles estão sendo investigados pelo Conselho Nacional para a Maternidade e Infância e, se condenados, eles podem pegar 5 anos de cadeia.

Além disso, há uma multa de 200 mil libras egípcias (cerca de 48 mil reais).

Fontes 1, 2 e 3