4 práticas proibidas no YouTube que todo mundo faz


Práticas proibidas no YouTube

O YouTube vem aumentando as restrições ultimamente. Por isso, talvez você não conheça todas as práticas proibidas no YouTube.

O YouTube mudou pois deseja transformar o conteúdo da plataforma em algo mais “família”, na tentativa de envolver todos os públicos de todas as idades.

Por isso, é necessário tomar cada vez mais cuidado com o uso de palavrões e de temas sexuais, além de outras práticas ilegais, já que a fiscalização é bastante acirrada.

São muitas as sansões que podem ser aplicadas para quem violar as leis da plataforma. Por exemplo: como ter vídeos tirados do ar e até mesmo perder o canal em casos mais graves.

Além do conteúdo falado nos vídeos e o uso de direitos autorais, outras práticas que podem ser penalizadas e muitos não sabem são:

Comentário em massa

O YouTube proíbe que usuários fiquem comentando a mesma coisa em diversos vídeos diferentes. Isso vale para qualquer tipo de comentário, seja ele spam pedindo para se inscrever no seu canal ou não. Por isso, não adianta nem tentar crescer o seu canal dessa forma.

Criar contas para aumentar views

Não crie contas fake apenas para aumentar o número de inscritos em seu canal e dar views, likes e comentar em seus vídeos. Essa prática é proibida pelo YouTube e, além disso é prejudicial para você, pois que a melhor forma de crescer o canal é organicamente.

Foque em fazer um bom conteúdo e engajar o público!

Tags

Mais uma coisa ilegal, que muitos youtubers fazem é usar tags com nomes de canais ou influenciadores famosos, mesmo que esses não tenham nenhuma relação com o vídeo produzido. Há a falsa ilusão de que essa prática fará com que o seu vídeo seja recomendado para mais pessoas. Porém, além de não ser permitido, é uma tentativa de levar vantagem que acaba prejudicando o seu próprio canal.

Vídeo para sair da plataforma

Para influenciadores que vão sair da plataforma, não é permitido fazer vídeo avisando ao público sobre isso. O YouTube não permite que o usem para colocar conteúdo que o prejudique.